Esportes

PSG marca no fim e arranca empate com Barça em casa

Da Redação ·
Com um gol "chorado" aos 49 minutos do segundo tempo, o Paris Saint-Germain arrancou o empate com o Barcelona, por 2 a 2, diante de sua torcida, nesta terça-feira, no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões. Matuidi contou com desvio da zaga para enganar o goleiro Valdés e buscar a igualdade no placar. Antes, o Barcelona já havia surpreendido a torcida francesa ao marcar o segundo gol aos 43 minutos, em cobrança de pênalti de Xavi. O time visitante jogava sem Lionel Messi, machucado, e via os donos da casa crescendo na partida após gol irregular de Ibrahimovic. O gols do sueco e de Matuidi no fim fizeram os jogadores do PSG deixarem o gramado comemorando o empate que reduz a vantagem do Barcelona no duelo. O time catalão sai na frente porque marcou dois gols fora de casa, o que serve de critério de desempate em caso de nova igualdade, por 0 a 0 ou 1 a 1, no Camp Nou, na próxima quarta-feira. Em caso de novo 2 a 2, há prorrogação e pênalti. Com Lucas e Beckham entre os titulares, o técnico Carlo Ancelotti mostrou que não tinha a intenção de jogar recuado, à espera do Barcelona, nesta terça. Após segurar a pressão inicial dos visitantes, os franceses foram para o ataque e criaram as primeiras boas chances de gol na partida. Logo aos 4, Lavezzi driblou marcador dentro da área e acertou a bola na trave, assustando os espanhóis. Pastore, aos 14, e Ibrahimovic, aos 18, também ameaçaram o gol de Valdés. Aos 25, foi a vez de Lucas puxar contra-ataque que quase acabou em gol do atacante sueco. Enquanto o PSG era mais incisivo no ataque, o Barcelona dominava a posse de bola e criava pouco. Mesmo assim, abriu o placar aos 37 minutos, após grande passe de Daniel Alves. O lateral brasileiro acertou belo chute de três dedos e acionou Messi, que bateu firme dentro da área e mandou para as redes. Depois de fazer o gol, o atacante argentino foi substituído no intervalo por causa de dores no tendão direito. Fábregas entrou em seu lugar. Sem dar detalhes sobre a lesão, o Barcelona disse apenas que Messi será submetido a exames nesta quarta-feira. Sem Messi, o time catalão passou a contar com as investidas hesitantes de Alexis Sánchez. Foram pelo menos duas boas chances desperdiçadas. Aos 24, Daniel Alves também teve sua oportunidade. Ele bateu falta com categoria e mandou rente à trave direita do goleiro francês. Mais contido, o PSG demorou para ameaçar o gol dos visitantes. E, quando o fez, balançou as redes em lance irregular. Aos 34 minutos, o brasileiro Maxwell contou falta na área e seu compatriota Thiago Silva escorou de cabeça. A bola acertou a trave e parou nos pés do impedido Ibrahimovic, que não perdoou. O resultado da partida parecia definido até que Sánchez invadiu a área pela esquerda e sofreu falta do goleiro. Na cobrança de pênalti, Xavi bateu com tranquilidade e deixou novamente o Barcelona na frente, aos 43. E, assim como já acontecera, o placar parecia definido, em vantagem dos visitantes. Mas, aos 49, Matuidi arriscou chute de fora da área pela esquerda. A bola desviou no meio do caminho e "matou" o goleiro Valdés, que se esticou, mas não conseguiu evitar o empate no placar final.
continua após publicidade