Esportes

Ainda como 'dúvida', Vilanova chega a Paris com o Barça

Da Redação ·
Depois de ter ficado durante dez semanas nos Estados Unidos para realizar tratamento contra um câncer, Tito Vilanova voltou a trabalhar com o Barcelona na semana passada, mas não comandou o time em campo no último sábado, em Vigo, contra o Celta, pelo Campeonato Espanhol. Porém, o técnico desembarcou com a equipe catalã nesta segunda-feira em Paris, onde o time espanhol enfrentará o Paris Saint-Germain, nesta terça, pelo duelo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Embora tenha viajado com o Barcelona, o clube preferiu ainda não confirmar, nesta segunda, se o treinador irá dirigir a equipe na beira do campo diante do time francês. Antes do embarque rumo à capital francesa, o diretor esportivo do Barça, Andoni Zubizarreta, evitou assegurar a presença de Vilanova exercendo a sua função de ofício no Parque dos Príncipes, local do duelo desta terça. Ao mesmo tempo, porém, Zubizarreta destacou que Vilanova "está bem e por isso viaja" e comemorou o que chamou de "volta da normalidade" ao projetar a participação efetiva de Vilanova como comandante diante do PSG. No último domingo, o clube apenas informou que se previa a viagem de Vilanova para Paris, mas também não assegurou a presença do mesmo no banco de reservas nesta terça. O treinador ainda se recupera de um câncer após um tumor ter sido retirado de sua glândula parótida em uma cirurgia realizada em novembro de 2011, sendo que ele precisou repetir a operação no final do ano passado. Durante este tempo afastado, o assistente Jordi Roura vinha comandando o time dentro de campo. Além de festejar a recuperação de Vilanova, o dirigente do Barcelona reclamou do fato de a Uefa ter liberado o sueco Ibrahimovic para jogar contra o Barcelona já no duelo de ida deste mata-mata, após redução de pena conseguida pelo clube francês. "Suponho que essa decisão abrirá um precedente para o futuro", afirmou.
continua após publicidade