Esportes

Em jogo difícil, Cruzeiro deslancha no fim e goleia Ituiutaba na semifinal

Da Redação ·

O Cruzeiro fez 4 a 1 no Ituiutaba na noite desta terça-feira e está virtualmente classificado para a final do Campeonato Mineiro. No próximo domingo, novamente no Mineirão, o time pode perder por três gols de diferença que, ainda assim, avança. Ao contrário do que sugere o placar, foi um jogo difícil, definido nos minutos finais.

continua após publicidade

O Cruzeiro começou o jogo melhor, atacando com paciência e organização. O meio-campo trocava muitos passes e, até por isto, muitas vezes tinha dificuldades para encontrar espaços. A primeira chance surgiu de um lance de bola parada. Bernardo cobrou falta com pouco ângulo, direto para o gol, e Jonathas fez boa defesa.

O gol celeste saiu aos 15 minutos. Kléber recebeu de costas para o gol, na entrada da área, girou e encarou a defesa. Com força e habilidade, ele deixou três marcadores para trás. A bola acabou sobrando para Henrique, pelo lado direito. O volante cruzou rasteiro e Wellington Paulista, fixo na pequena área, completou.

continua após publicidade

Com o gol, o Ituiutaba se viu obrigado a sair para o jogo. O técnico Nedo Xavier pôs em campo Paulinho Pedalada no lugar de Geovani, passando do 4-5-1 para o 4-4-2. A equipe do Pontal do Triângulo adotou uma postura mais ofensiva e passou a jogar de igual para igual.

Aos 32 minutos, a nova postura do Ituiutaba o levou ao empate. Radar recebeu na esquerda e cruzou para a área. Fábio saiu mal do gol e não conseguiu cortar a bola. Rodrigo Hote surgiu na segunda trave e cabeceou para o gol vazio.

O gol deixou o Cruzeiro mais tenso em campo. Parte da torcida se mostrava impaciente, exagerando nas vaias ao lateral Jonathan. Ele respondeu criando uma boa chance de gol, a melhor do time no fim do primeiro tempo. O lateral-direito partiu para cima do defensor, passou e bateu firme de esquerda, para boa defesa do goleiro.

continua após publicidade

No intervalo, o técnico Adilson Batista, optou por tirá-lo de campo, colocando Jancarlos. Taticamente, a alteração nada influiu. A grande mudança do time para o segundo tempo foi o modo como o gol era buscado, numa pressão intensa.

Aos 5 minutos, Wellington Paulista desviou de cabeça uma bola enfiada por Gerson Magrão e o goleiro Jonathas rebateu; na sobra, a defesa afastou. Aos 15, O centroavante celeste teve chance ainda melhor. Ele recebeu cruzamento de Bernardo e desviou com o pé. No susto, Jonathas conseguiu defender com as pernas.

A marcação do Ituiutaba era firme e seria necessário um lampejo de uma das estrelas celestes para furar o bloqueio. Ele veio aos 34 minutos. Ramires, que estava mal no jogo, fez bela jogada individual pela esquerda e cruzou para Wanderley. O centroavante se embolou com o goleiro e a zaga e a bola sobrou. Kléber chegou antes da defesa no rebote e desempatou a partida.

O gol deixou o Cruzeiro mais solto em campo e o fim da partida reservava alegrias à torcida. Aos 41, Numa jogada confusa da defesa do Ituiutaba, a bola sobrou pingando na meia lua e Wanderley pegou de primeira, marcando um golaço. Aos 43, Wagner, que entrou durante a partida, lançou do meio-campo e encontrou Kléber penetrando a área. O Gladiador cortou o goleiro e rolou para as redes, anotando o quarto. Antes do apito final, Fábio ainda operou um milagre para manter o placar, fazendo duas belas defesas no