Esportes

Fonte Nova culpa ansiedade de torcedores por tumulto

Da Redação ·
A Arena Fonte Nova, empresa que administra o estádio de mesmo nome, emitiu nota no começo da noite desta sexta-feira para lamentar o tumulto ocorrido pela manhã, no início da venda de ingressos para o jogo que abertura da arena baiana, entre Bahia e Vitória, no próximo dia 7 de abril. A concessionária pediu "um novo comportamento" do torcedor, alegando se tratar de um "equipamento moderno, com uma estrutura diferenciada". No entender da Arena, a confusão foi causada pelo excesso de expectativa dos torcedores:"Entendemos que é grande a expectativa do torcedor em conhecer o equipamento e assistir ao clássico Ba-Vi, mas reiteramos a importância de manter a calma e aguardar as várias oportunidades que todos terão para conhecer a Arena", pede Lino Cardoso, diretor da Arena. Ao menos seis pessoas ficaram feridas sem gravidade durante o tumulto. Agentes da Polícia Militar precisaram disparar bombas de gás lacrimogêneo próximo aos torcedores para conter os mais exaltados, que tentavam forçar a entrada ao setor de bilheterias do estádio. Segundo a polícia, a confusão se deu nas proximidades do portão de acesso norte do estádio, destinado à torcida do Bahia. Depois de controlada a situação, os bilhetes, que começaram a ser vendidos às 10 horas, foram logo esgotados. No final da tarde da quinta-feira, já havia gente formando fila para adquirir os ingressos. Conforme a organização da Arena Fonte Nova, o mesmo aconteceu com os bilhetes vendidos através da internet, a partir do início da madrugada da sexta-feira. Cerca de uma hora depois já estavam esgotados. "Ressaltamos que as vendas nos demais pontos, inclusive na bilheteria sul da Arena, transcorreram normalmente. A equipe responsável pela gestão da Arena reuniu-se imediatamente após o ocorrido para avaliar e planejar novas ações que evitem situações similares", diz a nota da Arena Fonte Nova.
continua após publicidade