Esportes

Bolt não acredita que vá quebrar recorde nos Jogos do Rio

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 28 de março (Folhapress) - O recordista mundial Usain Bolt visitou na tarde de hoje o projeto Futuro Olímpico, que funciona num quartel da Aeronáutica em Sulacap, zona oeste do Rio. Aos alunos, disse não acreditar que quebrará algum recorde na Olimpíada do Rio, em 2016. Em meia hora, respondeu a uma pergunta das 140 crianças e adolescentes do projeto, deu uma pequena corrida com o grupo, tirou fotos e deu autógrafos. Tietado principalmente pelos mais novos, Bolt demonstrou simpatia. Fez chifres numa aluna na hora da foto oficial com o grupo, segurou outras quando correu na pista e se despediu com o tradicional raio com que comemora suas vitórias. Bolt foi questionado por uma aluna se esperava quebrar algum recorde nos Jogos do Rio. Ele riu e se esquivou. "Definitivamente vou participar. Mas quebrar recordes eu não sei. Estarei um pouco mais velho, com 30 anos", disse ele. Bolt detém os recordes do 100 metros (9s58), 200 m (19s19) e do 4 x 100 m (36s84), com a equipe da Jamaica. "A presença dele aqui estimula e incentiva as crianças. A simpatia e carisma aproximam. Os alunos podem não se transformar num novo Bolt, mas podem sonhar e lutar para se aproximarem", disse Arnaldo de Oliveira, medalhista de bronze no 4 x 100 em Atlanta-1996, responsável pelo projeto. Um dos fãs era Guilherme Gonzaga, 12, que pegou cinco autógrafos do jamaicano no mesmo caderno. "Sou muito fã dele. Ele é muito gente boa, e um grande atleta. Não é como outros atletas, cheios de palhaçada", disse Guilherme. O jamaicano está no Rio para participar de uma prova de 150 metros -modalidade não olímpica- no domingo, na praia de Copacabana, no evento chamado "Desafio Mano a Mano". Diferente das disputas tradicionais, a competição será contra um único atleta. O adversário de Bolt será definido numa triagem entre o equatoriano Alex Quiñonez, o antiguano Daniel Bailey -que também visitaram o projeto na zona oeste- e um atleta brasileiro a ser definido. O recorde mundial dessa prova é de 14s35, alcançado pelo próprio Bolt em 2009.  

continua após publicidade