Esportes

Esporte-Notas

Da Redação ·

Sharapova diz que teve sorte em vitória sobre italiana nos EUA SÃO PAULO, SP, 28 de março (Folhapress) - A russa Maria Sharapova, número dois do mundo, derrotou a italiana Sara Errani, sétima do ranking, por 2 sets a 0, com duplo 7/5, e avançou à semifinal do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos. Mas Sharapova levou sustos na partida. No segundo set, chegou a estar perdendo por 4/5 e teve que salvar três set points da adversária antes de conseguir vencer os três games seguintes. "Eu me sinto um pouco sortuda por ter avançado. Ela [Errani] teve suas chances para vencer no segundo set. Tenho sorte de passar de fase e ter a chance de estar na semi novamente", afirmou a russa. Na semi, Sharapova vai encarar a sérvia Jelena Jankovic. No confronto direto entre as duas tenistas, melhor para a russa, que venceu seis dos sete jogos disputados até aqui. Sharapova tenta conquistar pela primeira vez o título de Miami. Ela já esteve em quatro finais e perdeu todas. Luiz Augusto Zanon é o novo técnico da seleção feminina de basquete SÃO PAULO, SP, 28 de março (Folhapress) - A Confederação Brasileira de Basquete anunciou na manhã de hoje que Luiz Augusto Zanon, 49, atualmente no Americana, é o novo treinador da seleção feminina. Zanon, campeão brasileiro em 2012 pelo Americana, vai substituir Luiz Cláudio Tarallo, que deixou o comando da seleção em dezembro. "Confesso que não esperava esse convite agora. Posso garantir que é uma satisfação e um privilégio ser o técnico da seleção brasileira", afirmou Zanon em entrevista publicada pelo site da Confederação Brasileira de Basquete. "Temos um trabalho árduo pela frente e todas as condições para colocar novamente o Brasil entre os quatro melhores do mundo. É um desafio que vamos conseguir vencer", afirmou. O principal objetivo da seleção brasileira na temporada de 2013 é conquistar uma vaga para o Campeonato Mundial da Turquia, em 2014. Tem ainda, no mês de junho, o Campeonato Sul-Americano. "Estamos dando início a um ciclo olímpico que termina nos Jogos Rio-2016. Na minha forma de trabalhar, vou sempre convocar e contar com as melhores jogadoras em atividade, sejam elas as mais experientes ou as com menos bagagem internacional. Não abro mão de ninguém. Vamos mesclar as gerações para sempre termos um time forte e competitivo", disse.  

continua após publicidade