Esportes

Pai de Webber diz que piloto vai "chutar portas' para esquecer prova

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 24 de março (Folhapress) - "Ele não é um sujeito manso. É esperar para ver como ele vai lidar com isso no longo prazo. Vai ficar frustrado e chutar umas portas hoje." A frase foi dita por Alan Webber, pai do piloto Mark Webber, piloto da Red Bull, em entrevista a um canal de TV britânico logo após ver o filho ficar em segundo lugar no GP da Malásia, hoje.

O resultado até poderia ser comemorado para quem largou em quinto lugar, mas o problema é que ele só não ganhou a prova porque seu companheiro de equipe, o alemão Sebastian Vettel, desobedeceu ordem da equipe e o ultrapassou no final da corrida.

Webber afirmou que vai levar tempo para absorver o que aconteceu.

"Ainda estou bem aborrecido, porque tínhamos um plano antes da corrida, como fazemos na maioria dos grandes prêmios no tocante a como as coisas serão em uma determinada situação", declarou o piloto de 36 anos, que no passado já acusou sua equipe de favorecer Vettel.

Ele lembrou do GP da Turquia de 2010, quando a dupla colidiu enquanto disputava a liderança e desperdiçou muitos pontos, e disse que irá tirar um tempo para surfar na Austrália antes da próxima prova, no dia 14 de abril, em Xangai.

"Acho que isso será um bom remédio para mim", disse. "Mas passou coisa na minha cabeça nas últimas 15 voltas, para ser honesto, então vamos ver se esse remédio basta".

O australiano afirmou que desacelerou, poupou os pneus e que foi "tranquilizado duas vezes de que não íamos abusar dos carros um com o outro".

Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull, disse que o assunto será resolvido internamente.

"No que diz respeito à corrida, deixamos eles disputarem até a última parada nos boxes, e do ponto de vista da equipe, como todos os problemas que tivemos neste final de semana, queríamos controlar a corrida e poupar os pneus até o fim", declarou Horner.

"Mas àquela altura o interesse dos pilotos se tornou maior que o da equipe e eles decidiram competir um com o outro, o que obviamente foi desagradável para nós. Mas eles são pilotos de competição".

"Vamos nos reunir e discutir isso como uma equipe. Eles tiveram disputas duras antes. São muito competitivos. É difícil".
 

continua após publicidade