Esportes

Luis Fabiano crê em redução da punição na Libertadores

Da Redação ·
O atacante Luis Fabiano fez seu gol, comemorou na noite de sábado, mas se mostrou chateado com a punição da Conmebol, que aplicou quatro partidas de suspensão na Copa Libertadores por causa da expulsão na partida contra o Arsenal de Sarandi, no Pacaembu. Um dos jogos já foi cumprido e ele terá de ficar mais três fora. "Nunca vi um jogador ser suspenso quatro jogos na Libertadores. Mas tenho certeza de que nossa defesa conseguirá reverter a pena", aposta o artilheiro do São Paulo. O clube promete entregar nesta semana sua defesa na entidade sul-americana. Segundo João Paulo de Jesus Lopes, vice-presidente de futebol, o documento está sendo preparado. "Vamos apresentar recurso à Conmebol. Nós entendemos que a punição foi muito rigorosa. Todos os testemunhos que temos, dos próprios jogadores, foi no sentido de que ele não deu causa à expulsão. Ele se alterou depois do cartão vermelho, é verdade, mas temos convicção de que a penalidade foi muito rigorosa e, no nosso entender, ela deverá ser revertida. Estamos preparando recurso com esse objetivo", avisa. O dirigente insiste que o jogador não merece ser punido pelo clube. "Ele tem seus créditos. É um dos maiores artilheiros do São Paulo. Em todos os jogos de que participa, invariavelmente faz seus golzinhos. Precisa se controlar um pouco mais, e estamos trabalhando nesse sentido." TREINADOR - Sem entrar no mérito da punição aplicada a Luis Fabiano, Ney Franco elogiou a atuação do São Paulo na vitória sobre o Bragantino, por 2 a 0, no Morumbi. O treinador atribuiu o resultado à manutenção do time que superou o São Bernardo na rodada anterior. "Manter o esquema tático foi importante para a equipe evoluir nos últimos jogos, e isso dá confiança aos jogadores. Uma série de vitórias faz os jogadores se destacarem, e isso faz com que eles readquiram a confiança", comentou. "Acredito que nos dois últimos jogos o time achou um equilíbrio, inclusive temos números muito bons, temos mais acertos que erros e nossa posse de bola aumentou."
continua após publicidade