Esportes

Após ficar no banco, André explica atraso em treino

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 22 de março (Folhapress) - O atacante André explicou hoje, por meio de sua assessoria de imprensa, o atraso no treino da última quarta-feira. O jogador chegou às 16h no CT Rei Pelé, em Santos, 30 minutos após o início da atividade. De acordo com a nota publicada, o treino estava marcado para às 16h até um dia antes e mudança ocorreu a pedido da comissão técnica, em cima da hora. No material divulgado pelo Santos no início da semana, o horário treino era realmente 16h. Na verdade, o treino começou às 15h30. O comunicado diz também que houve uma tentativa de avisar a mudança por e-mail no dia do treino, mas André não recebeu a comunicação porque seu endereço eletrônico estava errado no banco de dados santista. Ele foi avisado pelo celular. No duelo contra o Mirassol, ontem, André iniciou no banco de reservas. Antes, ele havia participado dos últimos quatro jogos como titular. Após a vitória por 2 a 1, na Vila, ele disse que a presença no banco não teve relação com o atraso. "Não tem nada disso. Eu já ia ficar no banco. Não tem nada de chegar atrasado. O pessoal está criativo. A minha parte é trabalhar e, quando o Santos precisar de mim, entrar bem e fazer os gols", disse o atacante, que viu Muricy defendê-lo. "Eu nem percebi se ele chegou atrasado. Ele já estava fora do time. O Miralles ia voltar, não saiu por causa disso, qualquer um pode chegar atrasado. O Miralles ia voltar de qualquer jeito, e o Giva demonstrou movimentação. Aqui, quem joga melhor é titular", disse Muricy. O ataque titular do Santos foi formado pelo argentino Miralles e pelo jovem Giva, autor dos dois gols da vitória. André entrou na segunda etapa. Na semana passada, quem atrasou no treino foi Neymar. Ele, inclusive, ficou fora da atividade. A versão do atraso foi desmentida pela diretoria e pela comissão técnica.  

continua após publicidade