Esportes

Ponte iguala recorde e deixa Barbarense na lanterna

Da Redação ·
A Ponte Preta não confirmou a grande campanha no Campeonato Paulista ao empatar com o lanterna União Barbarense, por 1 a 1, nesta quinta-feira à noite, pela 13.ª rodada. Por outro lado, com este resultado em Santa Bárbara D'Oeste, o time de Campinas igualou a série de 13 jogos invicta no Paulistão de 1981. Nesta temporada, a Ponte tem 27 pontos, provisoriamente na vice-liderança, dois pontos atrás do líder São Paulo. Mas pode ser ainda ultrapassada pelo Santos, que fecha a rodada diante do Mirassol. De outro lado, o Barbarense completou 10 jogos sem vitória, com três empates e sete derrotas. E caiu para a última posição, com sete pontos, porque o São Caetano venceu o Ituano, por 3 a 0, e saltou para nove pontos. O jogo começou equilibrado. O time da casa tentava imprimir velocidade em seu jogo para furar o bloqueio defensivo do visitante. Não conseguia. E pior: aos poucos, a Ponte foi ganhando corpo e abriu o placar aos 26 minutos. Após cobrança de lateral de Renan, o atacante William protegeu a bola entre dois zagueiros e invadiu a área pelo lado esquerdo. Na batida, a bola ainda passou entre as pernas do goleiro Walter. Agora William divide a artilharia do Paulistão com Lincom e Léo Jaime, do Bragantino, e Fernando Baiano, do São Caetano, com sete. O Barbarense só teve duas chances. Num chute de longe de Cesinha que Edson Bastos defendeu em dois tempos e numa cabeçada de Goeber, que tirou tinta da trave direita. No segundo tempo, o Barbarense voltou modificado com o atacante Cahaime no lugar de Goeber. A mudança do técnico Claudemir Peixoto funcionou, porque seu time acuou o adversário em seu campo defensivo. E o empate saiu aos 17 minutos. Depois do levantamento de Alex, pelo lado direito, Cesinha apareceu atrás dos zagueiros para desviar de cabeça. A bola entrou no canto direito de Edson Bastos. Depois do empate, a Ponte ainda tentou sair um pouco, inclusive, com as entradas de Alemão e Giovane. Mas não conseguiu. O Barbarense continuou em cima, mas não chegou em condições de finalizar, justificando ter o pior ataque da competição, com apenas sete gols. No final de semana, pela 14.ª rodada, o União Barbarense vai jogar em casa diante do São Caetano, outro time ameaçado e dentro da zona do rebaixamento. A Ponte Preta vai sair diante do Paulista, no Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí. FICHA TÉCNICA: UNIÃO BARBARENSE 1 X 1 PONTE PRETA UNIÃO BARBARENSE - Walter; Alex, Juliano, Camacho (Rafael Silva) e César; Cláudio Britto, Bruno Pires, Goeber (Cahiame) e André Cunha (Batata); Cesinha e Dairo. Técnico - Claudemir Peixoto. PONTE PRETA - Edson Bastos; Memo, Cléber, Ferron e Renan; Baraka (Giovane), Bruno Silva, Wellington Bruno (Éverton Santos) e Chiquinho; Diego Rosa e William (Alemão). Técnico - Guto Ferreira. GOLS - William, aos 26 minutos do primeiro tempo. Cesinha, aos 17 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - José Claudio Rocha Filho.

CARTÕES AMARELOS - Cléber, Bruno Silva e Renan (Ponte). Camacho (Barbarense)

RENDA - R$ 22.368,00.

PÚBLICO - 1.326 pagantes.

LOCAL - Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães, em Santa Bárbara D'Oeste (SP).

continua após publicidade