Esportes

Argentina e Uruguai vivem situações opostas

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 21 de março (Folhapress) - As duas seleções campeãs mundiais que disputam as eliminatórias sul-americanas para a Copa-2014 estão em situações opostas.

A Argentina está confortável e ocupa a primeira posição. Já o Uruguai vê o risco de não se classificar -hoje aparece em quinto lugar, posição que levaria a uma repescagem.

Amanhã, o Uruguai encara o Paraguai, lanterna do torneio, em Montevidéu, às 19h (horário de Brasília) e tenta amenizar a pressão.

O Uruguai voltou a se destacar no cenário mundial ao ficar em quarto lugar na Copa-2010, com o atacante Forlán eleito o melhor jogador do Mundial na África do Sul. No ano seguinte, os uruguaios venceram a Copa América, disputada na Argentina.

Foi no Brasil que a equipe conquistou, em 1950, o bicampeonato mundial. Na final, o Uruguai acabou com a alegria brasileira ao vencer por 2 a 1, no Maracanã. Agora, os uruguaios sequer cogitam a possibilidade de ficar fora de outra Copa no Brasil.

"Temos que conquistar pontos em casa e fora. Estou convencido, o Uruguai vai estar no Mundial, porque conta com estrategistas, jogadores e, sobretudo, mística", disse o zagueiro Lugano.

Amanhã, Forlán pode ser preterido pelo técnico Óscar Tabárez e ficar no banco de reservas. A dupla de ataque deve ser formada por Cavani e Suárez. Na terça, o Uruguai enfrenta o Chile, fora de casa.

Já a fase da Argentina é muito boa. Soma 20 pontos -são oito de diferença para o Uruguai. Amanhã, o time do astro Messi encara a Venezuela, em Buenos Aires. O próximo compromisso será contra a Bolívia, em La Paz, na terça. Se vencer os dois jogos, dará passos importantes rumo ao Mundial.

A Argentina também pode ampliar vantagem na liderança, pois o Equador, segundo colocado das eliminatórias com 17 pontos, não entra em campo amanhã -só joga na terça, quando recebe o Paraguai.

O meia Montillo pode fazer parceria com Messi na seleção. "Eu sempre espero estas oportunidades de jogar pela seleção. Por isso, quero aproveitar e desfrutar o máximo", disse o santista ao jornal "Olé". Ele também elogiou o rival de amanhã.

"Eles cresceram muito nos últimos anos e estão no grupo que luta por vaga na Copa do Mundo." A Venezuela é a quarta colocada, com 12 pontos.
 

continua após publicidade