Esportes

Estádio-Índio - (Atualizada)

Da Redação ·

Índios da Aldeia Maracanã aceitam negociar com governo do Rio RIO DE JANEIRO, RJ, 21 de março (Folhapress) - Lideranças indígenas da Aldeia Maracanã aceitaram convite do governo do Rio e se reúnem na tarde de hoje com membros da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos. Eles foram convocados para discutir as propostas de abrigo após a reintegração de posse do terreno pelo Estado. Ontem, venceu o prazo para os índios deixarem a área, anexa ao estádio do Maracanã. O despejo, portanto, está autorizado a partir de hoje. Até agora, os índios que moram no local rejeitaram todas as propostas de abrigo do governo do Estado. A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos ofereceu 33 quartos num hotel próximo à Central do Brasil, no centro do Rio ou o pagamento de aluguel social de R$ 400. Prometeu, ainda, a construção de um centro de referência na região do Maracanã, sem especificar onde será. Parte de área da aldeia será usada para circulação de torcedores, após a conclusão da reforma do estádio para a Copa do Mundo de 2014. O prédio, que abrigou o Museu do Índio até 1978, será reformado e receberá o Museu Olímpico, administrado pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro).  

continua após publicidade