Esportes

Tite diz que erro de juiz definiu derrota do Corinthians

Da Redação ·
Tite diz que erro de juiz definiu derrota do Corinthians
fonte: Agências
Tite diz que erro de juiz definiu derrota do Corinthians

O técnico Tite criticou a atuação do árbitro peruano Victor Carrilo na derrota por 1 a 0 do Corinthians para o Tijuana no México, nesta quarta-feira, pela terceira rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores. Para ele, o erro do juiz no único gol da partida foi determinante para o resultado.

"O descritério ficou muito claro para mim, não quero arrumar justificativa, quem me conhece sabe disso, mas foi um lance de impedimento de bola parada, se é bola rolando, tudo bem", disse o treinador, numa rápida entrevista coletiva concedida no campo do estádio Caliente, em Tijuana, após a partida.

O lance a que Tite se refere é o gol marcado por Gandolfi, aos 20 minutos do segundo tempo. Arce cobrou uma falta pela esquerda, Aguilar desviou no primeiro pau e Gandolfi ficou livre, debaixo do gol. O impedimento aconteceu no desviou de Aguilar. "O erro de arbitragem acabou determinando (o resultado), mas vamos ter de passar por cima de arbitragem, de erros que podem acontecer", disse Tite.

O técnico, que chegou a reclamar com o quarto árbitro durante a partida, também reclamou da falta de critério do juiz ao aplicar os cartões. "O Paulo André e o Fábio Santos tomaram um cartão ridículo, absurdo, o cartão que eles tomaram e ficaram pendurado no jogo", afirmou. "Não sei o que ele estava assistindo, mas o jogo, para ver os dois lados, ele não estava assistindo."

Tite agora mira os próximos compromissos em casa na Libertadores para reverter a situação delicada do time no Grupo 5. Com o resultado, o Corinthians soma apenas quatro pontos, um à frente do Millonarios, terceiro colocado, e agora a cinco de distância do líder Tijuana.

"Agora ficamos em função da responsabilidade de jogar em casa e vencer os jogos, e tomara que seja com o torcedor do nosso lado. Não queremos jogar mais sem torcida, mas se isso acontecer, será outra adversidade."

A Conmebol decide nesta quinta-feira se o Corinthians continuará ou não jogando na Libertadores sem a presença de seus torcedores, dentro e fora de casa. A punição foi imposta pela morte do torcedor boliviano Kevin Espada, atingido por um sinalizador lançado por um torcedor corintiano, em Oruro, durante partida contra o San José. O julgamento, que deveria ter acontecido na quarta-feira, será realizado na tarde desta quinta em Assunção, no Paraguai.

continua após publicidade