Esportes

Prefeito do Rio diz que não pagará por arena provisória em Copacabana

Da Redação ·

RIO DE JANEIRO, RJ, 19 de fevereiro (Folhapress) - A eventual transferência das provas olímpicas de saltos ornamentais do Parque Aquático Maria Lenk, na zona oeste do Rio, para o Forte de Copacabana, na zona sul, não será paga pela prefeitura. "A prefeitura não vai investir nesta arena, nossas obrigações estão definidas. Eu só gasto dinheiro agora com aquilo que é legado permanente para a cidade", afirmou hoje o prefeito Eduardo Paes (PMDB). No caso de a competição acontecer no forte, haverá a necessidade da construção de uma arena provisória. Ainda não está claro quem arcaria com os custos. A sugestão, feita ontem pela Federação Internacional de Natação e revelada pelo jornal "Lance", está sendo analisada pelo COI (Comitê Olímpico Internacional) e pela organização dos Jogos de 2016. Nesta semana, acontece a quarta reunião da Comissão de Coordenação dos Jogos.  

continua após publicidade