Esportes

Flamengo bate Botafogo e vai às semifinais como líder

Da Redação ·
No duelo entre os líderes dos dois grupos da Taça Guanabara, o Flamengo venceu o Botafogo, por 1 a 0, e, com uma rodada de antecedência, garantiu o primeiro lugar geral da fase de classificação. Com isso, o Rubro-negro terá a vantagem de jogar pelo empate na semifinal e, se passar, também na decisão do primeiro turno do Campeonato Carioca. O artilheiro do estadual, Hernane, marcou o gol da vitória. O Flamengo teve a estreia (apagada) do meio Carlos Eduardo, que ainda precisa de ritmo de jogo e foi substituído no intervalo. No Botafogo de um Seedorf pouco inspirado, a ausência de um volante de posição prejudicou a marcação. O técnico Oswaldo de Oliveira improvisou: como dupla de volantes, escalou o lateral-esquerdo Julio Cesar e o meia Fellype Gabriel. "A equipe manteve a base. Isso foi importantíssimo para os jogadores que chegaram. O Flamengo chegou bem nesta fase de classificação, agora é dar continuidade", disse o lateral-direito Leo Moura. Para o meia Seedorf, o Flamengo teve sorte no gol. "Foi um jogo muito equilibrado, vamos seguir trabalhando e tudo serve para crescermos. Temos mais um jogo". Com a vitória, o Flamengo chegou aos 19 pontos no Grupo B, que tem o Fluminense em segundo, com 15. O Botafogo lidera o Grupo A com 14, somente um a mais que o Vasco. O JOGO - O gol do Flamengo logo aos 3 minutos foi a primeira mostra do quão movimentado seria o começo de jogo. Após cobrança de escanteio, González desviou de cabeça e Hernane, de canela, mandou para o gol. Seu oitavo gol em sete jogos. Pouco mais de um minuto depois, Fellype Gabriel acertou a trave. Logo na sequência, Marcio Azevedo lançou Seedorf, o meia limpou e tocou para Vitinho, que bateu por cima. Aos 8, foi a vez de o Flamengo chegar novamente com perigo. Ibson lançou Rafinha, cara a cara com Jefferson, mas o goleiro conseguiu defender com o pé. O Botafogo retrucou quatro minutos depois: Bruno Mendes recebeu passe de Bolívar e, de frente para o gol, abaixou a cabeça e bateu forte; em cima de Felipe, que defendeu. O goleiro do Flamengo ainda fez boa defesa aos 19 após chute de Lodeiro no canto. As duas equipes diminuíram o volume de chances nos minutos restantes da primeira etapa.

No segundo tempo, a primeira boa oportunidade foi do Botafogo aos 14, com Antônio Carlos, que subiu mais que a zaga do Flamengo e cabeceou ao lado do gol. Três minutos depois, Rodolfo perdeu um gol incrível. Após excelente lançamento de Rafinha no contra-ataque, Rodolfo conseguiu driblar Jefferson, mas, na hora de tocar para o gol aberto, chutou por cima.


Em busca do empate, o Botafogo começou a dar cada vez mais espaços. Ibson também pôde matar o jogo para o Flamengo em novo contra-ataque aos 33, mas, depois de receber ótimo passe de Rafinha e dominar no peito, sozinho na área, o volante isolou por cima do gol.


FICHA TÉCNICA:


FLAMENGO 1 X 0 BOTAFOGO


FLAMENGO - Felipe; Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres, Ibson (Cleber Santana), Elias e Carlos Eduardo (Rodolfo); Hernane (Igor Sartori) e Rafinha. Técnico: Dorival Júnior.


BOTAFOGO - Jefferson; Lucas, Antonio Carlos, Bolivar e Marcio Azevedo; Julio Cesar, Fellype Gabriel (Jadson), Lodeiro, Vitinho (Cidinho) e Seedorf; Bruno Mendes (Sassá). Técnico: Oswaldo de Oliveira.


GOL - Hernane, aos 3 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Rodrigo Nunes de Sá (RJ).

CARTÃO AMARELO - Lodeiro e Cidinho (Botafogo); Ibson e Elias (Flamengo).

RENDA - R$ 855.279,00.

PÚBLICO - 22.227 pagantes.

LOCAL - Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio.

continua após publicidade