Esportes

Não sei se meu joelho estará bem, diz Nadal

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 16 de fevereiro (Folhapress) - Em sua segunda final consecutiva após a volta às quadras, Rafael Nadal disse que não dá para fazer uma comparação de sua atuação em São Paulo com a de Viña del Mar, no Chile, na semana passada.

"Aqui não é um quadra normal", afirmou o espanhol, sobre o fato de as quadras serem montadas especialmente para o evento e não permanentes. "Elas são mais rápidas do que o Aberto dos EUA e o Aberto da Austrália. Não dá para comparar", completou Nadal.

O tenista disse hoje que seu joelho doeu mais do que nos outros dias.

"Há dias melhores e dias piores", afirmou o quinto do mundo, que precisou de três sets para vencer o argentino Martin Alund, 111º. "Fisicamente eu estou bem, mas não sei se meu joelho vai estar. Esse é o problema."

Uma lesão o afastou do circuito no segundo semestre do ano passado.

Amanhã, às 13h, no Ibirapuera, Nadal enfrenta o argentino David Nalbandian em busca de seu segundo título no Brasil Open - foi campeão em 2005, quando o torneio ainda era disputado na Costa do Sauipe.
 

continua após publicidade