Esportes

Rogério Ceni falha, mas Ganso evita tropeço são-paulino

Da Redação ·

Por Alinne Fanelli SÃO PAULO, SP, 17 de julho (Folhapress) - Paulo Henrique Ganso salvou o São Paulo de um tropeço diante do Ituano, hoje, no Morumbi, pela 8ª rodada do Campeonato Paulista. Para alegria do aniversariante Denílson (fez 25 anos), o meia, que começou na reserva, foi o responsável por anotar o último gol do time tricolor na vitória por 3 a 2 em partida que teve também "frango" de Rogério Ceni. Com a vitória, o São Paulo sobe para a 4ª posição, com 13 pontos, mas com dois jogos a menos que os principais rivais (teve as partidas contra São Caetano e União Barbarense adiadas por conta da Libertadores). O Ituano fica com 9 pontos na 13ª colocação. Na escalação inicial, a primeira mudança de Ney Franco foi barrar o zagueiro Rhodolfo. Os erros cometidos nos últimos jogos somados à pressão dos torcedores fizeram com que o técnico são-paulino escalasse Rafael Tolói. Douglas entrou no lugar de Paulo Miranda que sentiu dores no joelho esquerdo em treino de sexta. Aloísio ocupou sua vaga no ataque. Osvaldo marcou o primeiro gol do time anfitrião. O empate do Ituano ocorreu devido à falha de Rogério Ceni, no chute fraco de Kleiton Domingues de fora da área. No segundo tempo, Jadson fez de falta, mas Adaílton igualou o placar novamente. Nos minutos finais, Ganso anotou o terceiro gol de cabeça. O São Paulo teve mais posse de bola, mas forçava as jogadas pelo meio de campo, acionando pouco os laterais Douglas e Cortez - que quando pegavam na bola partiam em diagonal. Na 9ª rodada, no próximo sábado, o São Paulo recebe o Linense, às 18h30, no Morumbi. O Ituano joga em casa, no próximo domingo, às 18h30, contra o Guarani. O jogo Além de Rafael Tolói que substituiu Rhodolfo na zaga, o São Paulo foi escalado com Douglas pela direita e Aloísio no ataque. O time do técnico Ney Franco começou bem a partida e teve mais posse de bola. O Ituano pouco chegava à área do time tricolor. Luis Fabiano, Osvaldo e Aloísio tiveram boa movimentação e troca de passes com Jadson. Aos 18min, o time da casa abriu o placar. Jadson fez lançamento para Osvaldo, pelo lado esquerdo da grande área. O atacante dominou, saiu do marcador e chutou para o gol. O primeiro gol saiu aos 18min, com Osvaldo. Jadson fez bom lançamento para o atacante que dominou, saiu do marcador e chutou para o gol. O Ituano não ameaçava o São Paulo até os 33min, quando empatou o jogo. Kleiton Domingues chutou de fora da área, fraco. Rogério caiu para fazer a defesa, mas não conseguiu. A bola quicou, o capitão ainda tentou tirar, mas ela bateu na trave e entrou. Durante o primeiro tempo, o São Paulo quase não utilizou seus laterais. Cortez e Douglas eram pouco acionados e, quando participavam das jogadas, não abriam o jogo, forçando passes na diagonal. Com a defesa fechada do Ituano, marcando forte, era difícil para o time tricolor conseguir furar o bloqueio. Na segunda etapa, o São Paulo voltou ligado e marcou o segundo gol. Aos 4min, Jadson cobrou falta e anotou um belo gol de fora da área pela esquerda. O Ituano teve uma oportunidade de gol em bola parada, com Fernando. Sem sucesso. Aos 17min, Ney Franco colocou Rhodolfo no lugar de Lúcio e Maicon para a posição de Wellington --que havia levado um cartão amarelo. O São Paulo criou mais jogadas e o Ituano apenas se defendendo. Quando time tricolor descia para o ataque, todos os jogadores da equipe visitante ficavam no campo de defesa. Porém, o Ituano soube jogar no contra-ataque. Aos 27min, Leandro Silva cruzou para a área e Adaílton empatou o jogo. O Ney Franco promoveu sua última substituição. O técnico tirou Aloísio e colocou Ganso, que resolveu o jogo. Após pressionar e tentar de todas as maneiras fazer o terceiro gol, o São Paulo conseguiu aos 44min. Osvaldo fez jogada pela esquerda, cruzou para a área e Ganso cabeceou para o fundo das redes. Gol para redimir Rogério Ceni de falha e para comemorar o aniversário de Denílson com uma vitória.  

continua após publicidade