Esportes

Feijão resiste, mas Nadal vence na estreia no Ibirapuera

Da Redação ·
Rafael Nadal fez, enfim, sua estreia na chave de simples do Brasil Open na noite desta quinta-feira. E não decepcionou a torcida brasileira, apesar de ter eliminado o anfitrião João Souza, o Feijão, em um bom confronto no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Contando com apoio de parte das arquibancadas, o número 5 do mundo venceu por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4.

Apesar da distância no ranking e da maior experiência do espanhol, Feijão fez boa partida. Lutou como pôde, mas não resistiu ao maior volume de jogo do adversário. Foi aplaudido pela torcida, ao contrário do que aconteceu com o também brasileiro Thomaz Bellucci, vaiado na partida anterior depois de ser eliminado da competição pelo italiano Filippo Volandri.

"Foi um jogo decidido nos detalhes, foram dois breaks. Tive a minha chance, mas desperdicei. Isso faz parte. Só tenho a agradecer a força e a energia da galera", comentou Feijão, que ocupa apenas a 140ª posição do ranking. Já nas quartas de final, Nadal volta a jogar nesta sexta-feira, quando enfrentará o argentino Carlos Berlocq, que eliminou o espanhol Albert Ramos.

A partida desta quinta-feira no Ibirapuera foi marcada por reclamações dos dois jogadores por conta dos flashes de máquinas fotográficas durante a disputa dos pontos. O brasileiro chegou a errar em bola após um saque de Nadal, ainda no primeiro set, em razão das luzes que vinham das arquibancadas, que estavam cheias para acompanhar a estreia do astro espanhol.

O JOGO - Feijão cumpriu a promessa feita nas entrevistas antes da partida e não se intimidou diante do "Rei do Saibro" nesta quinta-feira. Em sua primeira partida contra um tenista Top 10, o brasileiro de 24 anos fez um duelo equilibrado no início e resistiu às poucas investidas do espanhol até o sexto game, quando Nadal obteve a única quebra de saque do primeiro set e abriu vantagem no jogo.

Mesmo em desvantagem no placar, Feijão não desanimou no segundo set e manteve um bom duelo contra o favorito. Chegou a ter um break point no quarto game, mas não converteu a oportunidade. Nadal manteve o saque e o ligeiro domínio na partida.

O espanhol controlava o jogo porque se saía melhor nas trocas de bola mais longas, enquanto Feijão resistia, a partir do seu bom saque. Foram seis aces somente no segundo set. O bom serviço, contudo, foi abatido por Nadal no nono game. Ele faturou nova quebra de saque e encaminhou a vitória, após 1 hora e 18 minutos.

Ainda nesta quinta-feira, outro favorito se garantiu na fase seguinte do Brasil Open. O argentino David Nalbandian, ex-número 3 do mundo, despachou o compatriota Guido Pella por 2 a 0, parciais de 6/4 e 6/2, em apenas 1 hora e 03 minutos de partida. Ele vai cruzar agora com o espanhol Nicolas Almagro, segundo cabeça de chave e dono de três títulos do Brasil Open.

continua após publicidade