Esportes

São Paulo quer desbancar Atlético-MG no Independência

Da Redação ·
A obsessão do São Paulo está de volta. Depois de passar com tranquilidade pelo Bolívar na fase preliminar, o time entra em campo nesta quarta-feira, diante do Atlético-MG, a partir das 22 horas, na Arena Independência, em Belo Horizonte, na abertura do Grupo 3 da Libertadores. E o sonho são-paulino é conquistar o tetracampeonato continental. Diante de um adversário difícil, que está invicto na Arena Independência desde que o estádio foi reinaugurado em abril de 2012, o São Paulo sabe que terá um grande desafio pela frente. "Tem tudo para ser uma partida equilibrada, como sempre foi esse confronto. E jogar lá nunca é fácil, então temos de nos preparar bem", avisou o técnico Ney Franco. A Arena Independência estará lotada, com quase todo os ingressos vendidos antecipadamente, e a torcida atleticana também está ansiosa pela Libertadores, competição que o clube não disputa há 13 anos. Por isso, Ney Franco prepara seu time para sofrer pressão nesta quarta-feira. De qualquer maneira, ele confia na experiência de um grupo que tem Rogério Ceni, Lúcio e Luis Fabiano. O treinador do São Paulo lembra que as duas equipes têm estilos semelhantes, com goleiros experientes, zagueiros de seleção, dois volantes marcadores e jogadores decisivos no ataque. "São equipes parecidas na forma de jogar. Acho que a nosso favor pesa o fato de termos feito mais partidas no ano, então estamos com um ritmo melhor. Precisamos saber aproveitar isso", avaliou Ney Franco. "As duas equipes contam com jogadores que podem decidir a qualquer momento. O time do Atlético-MG é muito maduro e regido pelo Ronaldinho, que possui grande vivência no exterior." Ainda em busca do substituto ideal para Lucas, que foi para o Paris Saint-Germain no final do ano passado, Ney Franco resolveu improvisar o lateral Douglas no ataque, formando um trio de frente com Osvaldo e Luis Fabiano. Assim, o time ganha velocidade pela ponta e também reforça a marcação quando o Atlético-MG estiver com a bola. Como Jadson vem em boa fase e será o meia titular, Ganso fica como opção na reserva. Ney Franco até admite que o empate em Belo Horizonte não é um mau resultado para o São Paulo, mas isso, ressaltou ele, depende das circunstâncias da partida. "No nosso projeto, a intenção é conquistar nove pontos nas três primeiras partidas. Se isso ocorrer, vamos encaminhar a classificação no grupo", comentou o treinador, citando ainda os confrontos na sequência em casa, contra The Strongest, da Bolívia, e Arsenal, da Argentina. Para o volante Wellington, um dos titulares de Ney Franco, o São Paulo pode surpreender o Atlético-MG em Belo Horizonte. "Nós temos uma equipe forte, é Libertadores e queremos o título. Respeitamos o adversário, que é uma excelente equipe, mas vamos buscar a vitória", avisou o jogador.
continua após publicidade