Esportes

Botafogo derrota o Resende e abre vantagem no Carioca

Da Redação ·
De virada, o Botafogo venceu o Resende por 4 a 2, nesta quinta-feira, no Engenhão, e abriu vantagem na liderança do Grupo A da Taça Guanabara - o primeiro turno do Campeonato Carioca. Agora, a duas rodadas do fim da primeira fase, os botafoguenses têm 14 pontos, contra 11 do segundo colocado Madureira. O Vasco, agora em terceiro lugar com 9, tem uma partida a menos; joga contra o Fluminense, no sábado de carnaval. O Resende começou melhor que o Botafogo, abriu 2 a 0 no primeiro tempo e desperdiçou boas chances. O Botafogo conseguiu diminuir ainda no fim da primeira etapa e, no segundo tempo, virou o jogo. "Não podemos começar o jogo desta maneira. Temos de crescer mais, temos essa reação, mas precisamos começar o jogo de maneira mais forte, com mais convicção", disse o meia holandês Clarence Seedorf, que jogou os 90 minutos. O JOGO - O Botafogo começou com leve domínio da partida, mas, ao invés de tocar a bola no meio de campo, preferiu os longos lançamentos - quase todos sem sucesso. O time abusou também dos chutes errados a gols. O destaque positivo foi o jovem Vitinho, que, com personalidade, atacava e defendia. Com somente um volante em campo, o Botafogo começou a ser surpreendido pelo Resende aos 12 minutos, quando Jefferson "bateu roupa" após cobrança de falta. Por sorte, nenhum atacante apareceu. Seis minutos depois, os jogadores do Resende pediram pênalti em Léo, lançado na área e derrubado após choque com o goleiro botafoguense. O árbitro não deu. Aos 20 minutos, Marcel recebeu passe na entrada da área e, em meio a três zagueiros do Botafogo, dominou e bateu no canto - Jefferson caiu atrasado: 1 a 0. O time visitante continuou criando e a torcida botafoguense começou a vaiar. Aos 31, Bolívar derrubou Léo na área e, desta vez, o árbitro marcou pênalti. Elias cobrou bem, deslocou Jefferson e marcou o segundo. Se o Resende teve um pênalti não marcado, o Botafogo teve um gol mal anulado. Aos 39 minutos, Lucas foi lançado em posição legal e tocou para Seedorf, que marcou; o árbitro deu impedimento. Aos 42, após ótimo passe de Vitinho, o primeiro gol botafoguense: Seedorf recebeu sozinho na entrada da área e, com categoria, bateu firme no canto. Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Botafogo empatou com Márcio Azevedo. Depois de cruzamento de Lucas, Seedorf furou e a bola sobrou para o lateral-esquerdo, que cortou e marcou. O time ganhou força com o empate e o Resende se retraiu. Aos 19, Seedorf ganhou a disputa de bola com Marcelo no ataque e tocou para Cidinho, que entrou na área, ajeitou e bateu bem, no canto: 3 a 2. Satisfeito com o resultado, o Botafogo diminuiu o ritmo, mas ampliou a vantagem com Sassá, aos 40 minutos. Após cobrança de escanteio, Antônio Carlos desviou e a bola sobrou para o jovem botafoguense, que mandou para a rede. FICHA TÉCNICA BOTAFOGO 4 x 2 RESENDE BOTAFOGO - Jefferson; Lucas, Bolívar, Antônio Carlos e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos (Júlio Cesar), Fellype Gabriel, Seedorf, Vitinho e Cidinho (Jadson); Bruno Mendes (Sassá). Técnico: Oswaldo de Oliveira. RESENDE - Mauro; Tiago Basto, Dudu, Emerson (Anderson) e Thyago Fernandes (Tiago Silva); Marcelo, Léo Silva, Léo Guimarães (Pedrinho) e Marcel; Geovane Maranhão e Elias. Técnico: Eduardo Allax. GOLS - Marcel, aos 20, Elias (pênalti), aos 33, e Seedorf, aos 42 minutos do primeiro tempo; Márcio Azevedo, a 1, Cidinho, aos 20, e Sassá, aos 40 minutos do segundo tempo. CARTÕES AMARELOS - Jadson (Botafogo); Thyago Fernandes e Tiago Bastos (Resende). ÁRBITRO - Lenilton Rodrigues Gomes Junio. RENDA - R$ 64.710,00. PÚBLICO - 2.512 pagantes. LOCAL - Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ).
continua após publicidade