Esportes

Brasil perde para Inglaterra na estreia de Felipão

Da Redação ·
O Brasil deu o pontapé inicial na preparação para a Copa com uma derrota. Na estreia do técnico Luiz Felipe Scolari, que começa agora a preparar o time para o Mundial de 2014, a seleção brasileira perdeu para a Inglaterra por 2 a 1, em amistoso disputado nesta quarta-feira, no Estádio de Wembley, em Londres. Rooney e Lampard marcaram os gols da vitória inglesa, enquanto Fred descontou. Contratado no final de novembro para substituir o demitido Mano Menezes e comandar o Brasil na Copa, Felipão sabe que terá pouco tempo para preparar a seleção. Por isso, pediu para o grupo encarar todos os amistosos com a seriedade de um jogo oficial. Para a estreia, ele manteve a base do seu antecessor, mas também buscou de volta veteranos como Julio Cesar, Ronaldinho Gaúcho e Luis Fabiano. Ronaldinho Gaúcho, que completou nesta quarta-feira a marca de 100 jogos pela seleção brasileira - recebeu até uma pequena homenagem da CBF -, teve uma atuação abaixo do esperado, chegando a perder um pênalti quando ainda estava 0 a 0. Antes de ser substituído por Lucas no intervalo, ele tentou fazer uma troca constante de posições com Oscar e Neymar, mas faltou um pouco de sintonia entre os três. Escolhido por Felipão para ser o centroavante - utilizar um jogador dessa característica foi a principal mudança em relação ao esquema tático que era adotado por Mano Menezes -, Luis Fabiano teve atuação discreta e deu lugar para Fred ainda no intervalo. O goleiro Julio Cesar, por sua vez, foi o maior destaque brasileiro em Wembley: fez grandes defesas e mostrou a antiga segurança. A primeira grande intervenção de Julio Cesar foi aos 10 minutos, numa cabeçada de Rooney, mas o lance já estava parado pela arbitragem, que marcou falta do atacante inglês. Mesmo no gol da Inglaterra, aos 25, ele também fez milagre ao defender o chute de Walcott após o lindo passe de Wilshere. Rooney, então, aproveitou o rebote do goleiro e tocou com categoria para abrir o placar em Wembley. Um pouco antes, o Brasil tinha perdido sua maior oportunidade de gol. Quando Ronaldinho Gaúcho tentou cruzar na área, a bola bateu na mão de Wilshere e o árbitro marcou pênalti. Ele próprio fez a cobrança aos 18 minutos, para a defesa de Hart. No rebote, o mesmo Ronaldinho Gaúcho teve outra chance, mas o goleiro inglês voltou a pegar. A bola ainda sobrou para Neymar, que mandou para fora. O Brasil ainda teve outra ótima chance no primeiro tempo. Foi aos 36 minutos, quando Oscar roubou a bola no ataque e fez o cruzamento para Neymar, que deu o carrinho, sozinho dentro da área, e mandou para fora. A Inglaterra também esteve perto de marcar aos 43, mas Julio Cesar voltou a fazer grande defesa, no chute forte de Walcott, e evitou que a desvantagem brasileira fosse maior. No intervalo, Felipão fez as primeiras três mudanças no time, colocando o volante Arouca, o meia Lucas e o atacante Fred nos lugares de Ramires, Ronaldinho Gaúcho e Luis Fabiano. Gerrard chegou a assustar logo nos segundos iniciais, ao exigir mais uma difícil defesa de Julio Cesar, mas foi o Brasil quem voltou melhor para o segundo tempo. Tanto que não demorou muito para conseguir o empate. Aos dois minutos, Lucas roubou a bola, após falha do zagueiro Cahill, e Fred chutou com categoria, na entrada da área, para marcar o gol brasileiro. O empate desestabilizou os ingleses. Em mais um erro na saída de bola, Fred teve nova chance aos quatro, mas, dessa vez, o chute dele parou no travessão. Aos poucos, porém, a Inglaterra voltou a equilibrar o jogo e a ameaçar o Brasil. Aos nove minutos, Julio Cesar já fez uma grande defesa na cabeçada de Cahill. Mas não teve como evitar o gol logo depois. Aos 14, Lampard pegou o rebote na entrada da área, após um vacilo de Arouca, e chutou com categoria, sem chance de defesa para o goleiro brasileiro. Depois disso, a Inglaterra passou a controlar o ritmo da partida, evitando que o Brasil levasse muito perigo para Hart. Felipão ainda fez mais três substituições no restante do segundo tempo, colocando o zagueiro Miranda, o lateral-esquerdo Filipe Luis e o volante Jean nos lugares de David Luiz, Adriano e Paulinho. Mesmo com as mudanças, o Brasil não teve forças para evitar a derrota. Assim, mesmo com a estreia do técnico do pentacampeonato de 2002, começou mal a caminhada brasileira para a disputa da Copa de 2014. Foi, no entanto, apenas o primeiro teste da seleção de Felipão. Até a disputa da Copa das Confederações, de 15 a 30 de junho, o Brasil fará mais quatro amistosos. Serão dois em março, contra a Itália, no dia 21, em Genebra (Suíça), e diante da Rússia, no dia 25, novamente em Londres. E mais dois em junho, outra vez com a Inglaterra, no dia 2, no Maracanã, e frente à França, no dia 9, na Arena Grêmio. FICHA TÉCNICA: INGLATERRA 2 x 1 BRASIL INGLATERRA - Hart; Johnson, Cahill, Smalling e Ashley Cole (Baines); Wilshere, Gerrard, Cleverley (Lampard) e Walcott (Lennon); Rooney e Welbeck (Milner). Técnico: Roy Hodgson. BRASIL - Julio Cesar; Daniel Alves, David Luiz (Miranda), Dante e Adriano (Filipe Luis); Ramires (Arouca), Paulinho (Jean), Ronaldinho Gaúcho (Lucas) e Oscar; Neymar e Luis Fabiano (Fred). Técnico: Luiz Felipe Scolari. GOLS - Rooney, aos 25 minutos do primeiro tempo; Fred, aos 2, e Lampard, aos 14 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Pedro Proença (Portugal).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 87.483 pessoas.

LOCAL - Estádio de Wembley, em Londres (Inglaterra).

continua após publicidade