Esportes

Canadá surpreende e tira vice-campeã Espanha da Davis

Da Redação ·
Atual vice-campeã, a Espanha está eliminada da Copa Davis 2013. O responsável por tirar o país de Rafael Nadal da disputa foi o surpreendente Canadá, que só no ano passado encerrou um jejum de sete anos sem jogar o Grupo Mundial e nunca havia avançado para as quartas de final neste formato da Davis. O ponto decisivo do confronto, neste domingo, em Vancouver, foi anotado por Milos Raonic, número 15 do ranking mundial, que confirmou o favoritismo contra Guilhermo Garcia-Lopez, 82.º do mundo, vencendo por 3 sets a 1, parciais de 6/3, 6/4 e 6/2. David Ferrer, que estava convocado, sentiu lesão na véspera da abertura do confronto e decidiu não jogar contra o Canadá. Rafael Nadal, em recuperação, também já havia optado por não participar do confronto. Com isso, Garcia-Lopez teve que ser chamado para atuar no piso rapidíssimo montado em Vancouver. Líder do ranking da Davis, a Espanha não era obrigada a jogar a repescagem desde 2006. A equipe está no Grupo Mundial, de forma ininterrupta, desde 1996 e chegou a quatro finais nos últimos cinco anos. Quem também avançou às quartas de final foi a Itália, que recebeu a Croácia em Turim e fez o seu terceiro ponto, neste domingo, com Fabio Fognini, que venceu Ivan Dodig por 3 a 1. Número 44 do mundo, ele perdeu o primeiro set por 6/4 e venceu os três seguintes pelo mesmo placar. Antes, Martin Cilic venceu Andreas Seppi por 3 a 0, empatando o confronto. Com a vitória já garantida, a Sérvia poupou Djokovic e Troicki neste domingo. Jogando com seus duplistas, perdeu os dois jogos para a Bélgica, fora de casa, fechando o confronto com 3 a 2 no placar. Já a Argentina teve Juan Monaco e Carlos Berlocq para completar o atropelo sobre a Alemanha em Buenos Aires, fazendo 5 a 0.
continua após publicidade