Esportes

Fabiana Murer é prata em Moscou e repete índice

Da Redação ·
Fabiana Murer voltou a ultrapassar o índice mínimo para o Mundial de Moscou. Neste domingo, exatamente na capital russa, mas em competição indoor, ela conquistou a medalha de prata no Russian Winter. A brasileira já havia se garantido no Mundial logo na estreia da temporada, quando saltou 4,60m em Reno, nos EUA, duas semanas atrás. Neste domingo, Murer melhorou em cinco centímetros a sua marca, saltando 4,65m, mas ela ficou com a prata, atrás da inglesa Holly Bleasdale, que passou o sarrafo a 4,75m. A cubana Yarislei Silva, vice-campeã olímpica em Londres/2012, parou na mesma altura que a brasileira. "Gostei dos saltos, fiz boas tentativas em 4,70m", disse Murer, que visa quebrar o recorde sul-americano indoor, de 4,82 m, que estabeleceu em 2010, em Birmingham. "O objetivo é ir crescendo a cada disputa e tenho mais quatro competições na Europa para ganhar ritmo e ir acertando o salto para chegar ao recorde." Também neste fim de semana, Luiz Alberto de Araújo bateu o recorde brasileiro indoor do heptatlo. Ele somou 5.916 pontos para ser vice-campeão do Meeting Indoor de Tallin, na Estônia. Assim, superou o antigo recorde brasileiro, que era 5.753 pontos, marca estabelecida em 2012, por Renato Átila Câmara. Outro bom resultado foi obtido por Eliane Martins, que ficou em terceiro no salto em distância no Russian Winter, com 6,49m, melhor resultado pessoal da atleta em provas em pista coberta. No salto em distância masculino, Jadel Gregório conseguiu 7,54m em Moscou e foi o nono colocado. Já Rogério Bispo obteve um salto oito centímetros melhor para ser o quarto em Tampere, na Finlândia.
continua após publicidade