Esportes

Palmeiras encara o XV no embalo de Valdivia e Barcos

Da Redação ·
O começo de temporada do Palmeiras está sendo marcado pelos extremos. Quando perdeu para o Penapolense, as críticas foram como se o time estivesse à beira da crise. Ao ganhar do São Bernardo, os ânimos se renovaram e a esperança de novos tempos imperou. É este o sentimento que o técnico Gilson Kleina quer manter na equipe e para isso é fundamental vencer o XV de Piracicaba, neste domingo, às 19h30, no estádio Barão da Serra Negra, em Piracicaba, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. A preocupação é evitar que o time viva uma gangorra de sentimentos e resultados. "Temos de aproveitar essa vitória para passar tranquilidade ao elenco e assim conseguir ter um time mais equilibrado", disse o treinador. O que ajuda a dar maior confiança é o fato de que Valdivia e Barcos se destacaram na última rodada e demonstraram muita motivação para a sequência da temporada. Valdivia fez um gol e comandou o time. Recuperado das eternas dores que o perseguem - a última delas, de uma pancada no tornozelo esquerdo -, o chileno espera conseguir mais uma vez se destacar e ir, aos poucos, reconquistando os torcedores que o olham com desconfiança. Já Barcos é unanimidade, mas ainda precisava de uma grande atuação para embalar em 2013. Diante do São Bernardo, além de marcar dois gols, o argentino chamou a atenção por passar a partida inteira conversando com os companheiros, principalmente com os mais jovens. "Ele falou bastante comigo e me passou muita tranquilidade nos momentos em que errava um passe ou um chute", contou Vinícius. Feliz, Gilson Kleina decidiu manter o time no 4-3-3 e com a mesma formação que derrotou o São Bernardo. O time perde em marcação, mas ganha em ofensividade. Maikon Leite vai aparecer mais pela direita, Vinícius na esquerda e Barcos, centralizado. Quem mais gostou desta formação foi o argentino, que conseguiu dividir as funções no ataque mas sem deixar de ser referência. No jogo passado, o trio começou "batendo cabeça", mas logo se entendeu e o primeiro teste foi bom. "Essa formação faz o time ficar mais competitivo e ofensivo e todos se entregaram mais na marcação", disse Gilson Kleina, que também conseguiu amenizar a pressão em cima de seu trabalho. Ele já era questionado e até o nome de alguns treinadores apareciam como substitutos. Outro motivo para comemoração do treinador é que o clube deve apresentar nesta segunda ou terça-feira três reforços: o volante Charles e os meias Ronny e Marcelo Oliveira.
continua após publicidade