Esportes

Delegado diz que vai pedir interdição de setor da Arena Grêmio

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 31 de janeiro (Folhapress) - Após o incidente durante o jogo entre Grêmio e LDU, quando sete torcedores se feriram na comemoração do gol da equipe gaúcha, o delegado da 4ª Delegacia da Polícia Civil de Porto Alegre, Thomaz Cleber Mercio Pereira, afirmou que vai pedir ao Ministério Público a interdição do setor da "avalanche" da Arena Grêmio.

"Vou pedir ao Ministério Público para que interdite o local ou o Grêmio termine com a avalanche e coloque cadeiras naquele setor. Todos os jogos vão dar problema", disse Pereira em entrevista à reportagem. "Estou instaurando um inquérito e a perícia já está no local. Vou pedir também laudos de engenharia para ver se a grade comporta ou não aquela comemoração dos torcedores. Ontem, a grade dobrou igual papel", acrescentou.

De acordo com o delegado, o Ministério Público já tinha se manifestado que era contra aquele setor do estádio.

O local onde fica localizada a torcida que faz a avalanche não possui cadeiras e os torcedores que ficam na parte alta da arquibancada descem em direção à parte debaixo e se espremem na grade. No jogo contra a LDU, a grade de proteção cedeu e torcedores caíram no fosso.

Segundo Thomaz Cleber Mercio Pereira, sete torcedores se feriram, sendo que dois ainda permanecem internados.

O episódio aconteceu aos 16min do segundo tempo logo após Elano marcar o gol da vitória do Grêmio sobre a LDU por 1 a 0. Nos pênaltis, o time gaúcho venceu por 5 a 4 e garantiu a classificação para a fase de grupos da Libertadores.

Com a classificação, o Grêmio entra no grupo 8 da Libertadores, que tem Caracas, da Venezuela, Fluminense e Huachipato, do Chile.
 

continua após publicidade