Esportes

Palmeiras repudia caso de agressão a lateral

Da Redação ·
O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, diz que aceita as manifestações pacíficas dos torcedores, mas repudia qualquer tipo de agressão física
fonte: lancenet.com.br
O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, diz que aceita as manifestações pacíficas dos torcedores, mas repudia qualquer tipo de agressão física

O Palmeiras utilizou o site oficial para repudiar a atitude de um torcedor, que agrediu o lateral-direito Fabinho Capixaba na última segunda-feira. Na nota, o presidente Paulo Nobre diz que aceita as manifestações pacíficas dos torcedores, mas repudia qualquer tipo de agressão física.

No domingo, durante a derrota para o Penapolense, alguns torcedores vaiaram a equipe e pediram a chegada de reforços. Na segunda, depois do treino, Fabinho Capixaba foi agredido por Wellington Oliveira Almeida, o mesmo que agrediu João Vitor em 2011.


"A Sociedade Esportiva Palmeiras, por meio do presidente Paulo Nobre, aceita todas as manifestações de protesto pacífico e democrático, mas repudia qualquer atitude agressiva de torcedores contra seus profissionais, dirigentes, funcionários e o patrimônio.

Essa nova gestão, que chega com o intuito de trabalhar muito para recolocar o clube na rota das grandes conquistas, entende o direito do torcedor em vaiar e criticar, mas abomina totalmente a violência física, intimidações e ameaças contra seus profissionais."

continua após publicidade