Esportes

Prefeitura vai investir R$ 2,5 mi para ter UFC em São Paulo

Da Redação ·





Por Rafael Valente

SÃO PAULO, SP, 28 de dezembro (Folhapress) - O prefeito Gilberto Kassab assinou hoje o contrato que oficializou a organização do UFC em São Paulo após 15 anos. O evento será no ginásio do Ibirapuera, dia 19 de janeiro, e fará parte da comemoração do 459 anos da cidade.

A prefeitura vai investir R$ 2,5 milhões, divididos em duas parcelas -em janeiro vai pagar R$ 1,5 milhão e, até o fim do ano, gastará mais R$ 1 milhão- para ter o principal evento de MMA (artes marciais mistas, na sigla em inglês).

A realização será possível após um acerto entre a prefeitura e o governo do Estado, que cedeu a área do Ibirapuera para o evento. Antes houve negociações fracassadas para a realização das lutas no Pacaembu e no Morumbi por conta da lei municipal do silêncio.

"É um convênio. Vamos liberar recursos, mas também contamos com patrocinadores. É um evento importante e fará bem para a autoestima da cidade", disse Kassab, que não detalhou os patrocinadores que devem auxiliar a prefeitura.

O ginásio do Ibirapuera teve capacidade liberada para 8.900 pagantes -inferior aos eventos no Rio. A última vez que a cidade hospedou o UFC foi em outubro de 1998, quando Vitor Belfort enfrentou Wanderlei Silva, no Canindé.

O programa principal tem previsto a lutas: Vitor Belfort x Michael Bisping, CB Dollaway x Daniel Sarafian, Ben Rothwell x Gabriel Napão e Khabib Nurmagomedov x Thiago Tavares.

O secretário de Esportes de São Paulo, Antonio Moreira Neto, aposta que a realização do UFC estimule outros eventos na cidade, enquanto Kassab falou em legado para o futuro prefeito, Fernando Haddad, que assume em janeiro.

"É muito importante São Paulo hospedar um evento desse porte. Será um marco para a cidade. São 145 países ligados. Já estávamos estudando há seis meses a forma de realizar o UFC na cidade", disse o secretário.

"O UFC tem muita visibilidade. É um prestígio tê-lo em São Paulo. A nova gestão vai iniciar com um grande legado. A partir daí podemos trazer outros grandes eventos. São Paulo tem condição de ter um grande evento por semana", acrescentou Kassab.
 

continua após publicidade