Esportes

Milan pede alto valor e Fla desiste de contratar Robinho

Da Redação ·
O Flamengo anunciou, por meio de nota oficial distribuída pela nova diretoria do clube, que desistiu da contratação de Robinho, alegando que considerou muito alto o valor pedido pelo Milan para liberar o jogador. Desta forma, o Santos, outro concorrente direto do clube carioca na luta para repatriar o atacante, vê o seu caminho mais aberto para tentar acertar o retorno do ídolo para uma terceira passagem com a camisa do time da Vila Belmiro. Na nota que divulgou na noite da última terça-feira, o Flamengo informou que dois membros de sua nova cúpula, os futuros vice-presidentes de futebol, Wallim Vasconcellos, e de relações externas, Flávio Godinho, se reuniram com Adriano Galliani, vice-presidente do Milan, na última segunda-feira, no Rio, onde se assustaram com o valor pedido pelo dirigente da equipe italiana. "Em virtude do valor solicitado para realização do negócio, achamos por bem, neste momento, não seguir adiante nas negociações para contratação do jogador", informou a nova diretoria do Flamengo, que a partir de 2013 passará a ser comandado por Eduardo Bandeira de Mello, eleito presidente no último dia 3 de dezembro. Em seguida, no terceiro e último item da nota oficial que distribuiu, a nova diretoria flamenguista prometeu: "Continuamos trabalhando fortemente para reforçar o elenco do futebol. Assim que tivermos notícias mais concretas, informaremos para toda a nação rubro-negra". Curtindo as festas de fim de ano em Santos, Robinho evitou projetar o seu futuro fora do Milan nesta semana, após participar de uma partida de futevôlei na praia da Aparecida. E o Milan já teria recusado uma proposta feita anteriormente pelo clube santista, de cerca de 7,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 20,5 milhões). Antes de viajar para o Brasil, Galliani revelou que Robinho e Alexandre Pato pediram para deixar o Milan, mas enfatizou que a transferência dos dois jogadores para outros times não é uma coisa simples. O Flamengo chegou a ficar otimista ao comentar a possibilidade de contratar o ex-jogador do Santos, mas depois se assustou com o alto valor que teria de gastar para contar com o atacante e viu o dirigente italiano frustrar a sua tentativa.
continua após publicidade