Esportes

Chelsea faz 8 a 0 no Aston Villa com 4 gols brasileiros

Da Redação ·
Com show dos brasileiros, o Chelsea aplicou uma goleada história sobre o Aston Villa neste domingo, em casa, pela 18.ª rodada do Campeonato Inglês. Com quatro gols de jogadores do País - dois de Ramires, um de Oscar e um de David Silva -, a equipe do técnico Rafa Benítez fez 8 a 0 sem piedade do adversário. O jovem Lucas Piazon, de apenas 18 anos, revelado pela base do São Paulo, ainda perdeu um pênalti no fim. O resultado reavivou o Chelsea no Inglês, levando a equipe aos 32 pontos, na terceira colocação, mas com um jogo a menos que os principais adversários. Na próxima rodada, o adversário será o Norwich, quarta-feira, fora de casa. Já o Aston Villa vive péssima fase, na 16.ª posição, com 18 pontos, e terá pela frente o Tottenham, em casa, na quarta. O show do Chelsea começou logo aos 3 minutos. Se perdeu algumas chances diante do Corinthians, na decisão do Mundial, Fernando Torres aproveitou logo a primeira neste domingo. Após cruzamento da direita, o espanhol cabeceou quase da linha da grande área, marcando um belo gol. Aos 29 minutos, o primeiro gol brasileiro, com David Luiz, em bela cobrança de falta. Outro zagueiro, o sérvio Ivanovic, marcou de cabeça aos 34 minutos, após rebote do goleiro em chute de Cahill, e selou o placar do primeiro tempo. Mesmo com a ampla vantagem, o Chelsea não diminuiu o ritmo e transformou a vitória em goleada aos 14 minutos, com um belo gol de Lampard, em chute de fora da área. A superioridade dos anfitriões ficou evidente aos 30 minutos, quando Piazon, que havia entrado na segunda etapa, deixou Ramires cara a cara com o goleiro para fazer o quinto. O show brasileiro continuou quatro minutos depois, com o gol de Oscar, cobrando pênalti que ele mesmo sofreu. Mais cinco minutos, e novo gol do Chelsea, desta vez com Hazard, após linda jogada individual pelo lado esquerdo. Já aos 45, Piazon perdeu a chance em cobrança de pênalti, mas um minuto depois Ramires marcou seu segundo e fechou a goleada histórica.
continua após publicidade