Esportes

Yaya Touré é eleito o melhor jogador africano do ano

Da Redação ·
O volante marfinense Yaya Touré, do Manchester City, foi eleito nesta quinta-feira como o melhor jogador africano pelo segundo ano seguido. Na votação entre os técnicos de todas as seleções do continente, cujo resultado foi anunciado em cerimônia de gala da Confederação Africana de Futebol, em Accra (Gana), ele superou o atacante marfinense Didier Drogba e o volante camaronês Alex Song. Para repetir o prêmio conquistado em 2011, Yaya Touré contou neste ano com a sua atuação decisiva na conquista do título do Manchester City no Campeonato Inglês. Assim, ele superou Drogba, que, mesmo tendo papel fundamental na campanha vitoriosa do Chelsea na Liga dos Campeões da Europa, terminou em segundo lugar na eleição de 2012. Enquanto isso, Song, atualmente no Barcelona, foi o terceiro. Aos 29 anos, Yaya Touré chegou ao Manchester City há dois anos e meio. Antes, passou pelo Barcelona, onde conquistou vários títulos, como a Liga dos Campeões e o Mundial - também jogou no Monaco (França) e Olympiacos (Grécia). Agora, ele iguala os feitos do senegalês El-Hadji Diouf e do camaronês Samuel Eto’o, que também conseguiram ser eleitos como melhor jogador africano por dois anos seguidos. Durante a cerimônia, o meia egípcio Mohamed Aboutreika foi eleito o melhor jogador que atua no futebol africano e seu clube, o Al Ahly, ganhou como a melhor equipe do continente - ambos acabam de voltar do Japão, onde perderam para o Corinthians na semifinal do Mundial. Já a Zâmbia, campeã da última edição da Copa Africana de Nações, ganhou o prêmio de melhor seleção da África no ano de 2012. A eleição organizada pela Confederação ainda apontou a seleção ideal do futebol africano em 2012. O time foi formado com o goleiro Lutunu Dule (Congo), os defensores Ahmed El- Basha (Sudão), Walid Hicheri (Tunísia), Stoppila Sunzu (Zâmbia) e Ahmed Fathi (Egito), os meio-campistas Mohamed Aboutreika (Egito), Yaya Touré (Costa do Marfim), Alex Song (Camarões) e Younes Belhanda (Marrocos) e os atacantes Didier Drogba (Costa do Marfim) e Christopher Katongo (Zâmbia).
continua após publicidade