Esportes

Torcida corintiana 'invade' Yokohama para decisão

Da Redação ·
A Fiel tomou conta de Yokohama. Vindos de várias cidades do Japão, principalmente Tóquio, os corintianos começaram a chegar ao estádio da final do Mundial de Clubes por volta das 13h (2h de Brasília), mais de seis horas antes de o jogo contra o Chelsea começar. A maior parte veio de metrô e transformou o trajeto entre a estação central de Yokohama e o estádio num "mar negro". Com bandeiras e faixas, cantando e pulando, os torcedores dominaram as ruas, bares, restaurantes no entorno do estádio. A convivência com os seguidores do Chelsea foi pacífica, sobretudo os japoneses que vestiam camisas do time azul. Houve muita provocação, mas sem agressão. A concentração dos corintianos se deu em uma praça em frente ao estádio, onde a Fifa montou a chamada Fan Fest, espaço reservado para a venda de produtos licenciados da entidade e comida. Ali, ao som da bateria da Gaviões da Fiel, os torcedores começaram ensaiar os primeiros gritos de guerra. "Só o Corinthians para fazer isso. Isso aqui está parecendo o Pacaembu, é incrível. Essa torcida é maravilhosa", vibrava Elizabeth Haidar, que viajou ao Japão com o marido para acompanhar o time do coração. São esperados 20 mil corintianos na decisão do Mundial, que começará a ser disputada às 8h30 (horário de Brasília).
continua após publicidade