Esportes

Na mira do Palmeiras, Rodrigo Souto deixa o Japão

Da Redação ·
Desejado pelo Palmeiras, Rodrigo Souto fez, neste sábado, a sua última partida pelo Jubilo Iwata, da Japão, na derrota por 3 a 1 para o Kashima Antlers, pela Copa do Imperador (equivalente à Copa do Japão). Agora ele faz as malas para retornar para o futebol brasileiro, mas não revela seu destino. "Foi o meu último jogo aqui, meu contrato vai acabar no final do ano, infelizmente perdemos e ficamos fora da Copa do Imperador. Vou voltar para o Brasil, quero jogar no futebol brasileiro e acho que é o momento certo de voltar", comentou o jogador. O volante de 29 anos, que defendeu Santos e São Paulo antes de seguir para o Japão, pode reforçar o Palmeiras. "Tenho algumas propostas do Brasil, alguns grandes clubes procuraram meus empresários e eles já me passaram algumas coisas. Quando chegar no Brasil acho que as coisas vão se acelerar um pouco, tenho vontade de voltar a jogar no Brasil", disse ele. O que ainda dificulta o acerto é o mesmo problema de tantas outras negociações do Palmeiras nos últimos dias: o salário. O valor pedido por Rodrigo Souto é bem acima do que o clube pretendia gastar, mas a negociação continua em andamento. César Sampaio, gerente de futebol do Palmeiras, é quem participa ativamente dessa negociação com Rodrigo Souto e espera que até a próxima semana o caso tenha sido encerrado. O técnico Gilson Kleina não coloca a posição de volante como uma das necessidades do elenco, mas, no momento, o clube conta com apenas João Denoni e Márcio Araújo para o setor. Marcos Assunção ainda tenta a renovação de contrato, enquanto João Vitor e Tinga foram liberados.
continua após publicidade