Esportes

Técnico da base crê em sucesso de jovens no Palmeiras

Da Redação ·
Finalista das duas últimas edições da Copa São Paulo de Futebol Júnior, com Santos e Corinthians, o técnico Narciso vai comandar o Palmeiras na busca por um título inédito para o clube. A esperança de que em 2013 o time saia da fila é grande, mas a expectativa não é restrita à competição. Com a equipe na segunda divisão, espera-se que os jovens revelados pelas categorias de base alviverdes possam ajudar a equipe a se livrar da Série B, tal qual foi uma década atrás, com Vagner Love e Diego Souza. "Creio que teremos mais de cinco nomes que vão explodir em 2013. Mas não pode achar que vão resolver tudo. Não pode colocar só os meninos da base. Precisa mesclar a base com a experiência, até porque teremos uma Libertadores pela frente. Um time como o Palmeiras precisa sempre ter jogadores da base para subir ao profissional e felizmente o Gilson (Kleina) deu essa abertura", comenta Narciso. O ex-jogador do Santos, que é auxiliar de Gilson Kleina no time de cima, topou o desafio de comandar os garotos na Copa São Paulo numa forma de dar continuidade ao processo de integração dos jovens com o trabalho do elenco profissional. E Narciso se diz lisonjeado pela oportunidade. "Abri mão das minhas férias em dezembro para treinar a equipe e tenho esse sonho de ser campeão com o Palmeiras. Fiquei muito feliz e lisonjeado de ter contribuído de alguma maneira no time principal. Criamos uma amizade muito grande com o Kleina, comissão técnica e jogadores. Tenho certeza que 2013 será um ano de alegria para o torcedor palmeirense, com a Libertadores e o acesso à série A", aposta. Para buscar o título da Copa São Paulo, o Palmeiras cancelou as férias de cinco jogadores que estavam no profissional e voltaram às categorias de base: o lateral-direito Bruno Oliveira, o zagueiro Luiz Gustavo, os meias Bruno Dybal e Diego Souza e o atacante Vinícius. Na sexta-feira à noite, o Palmeiras perdeu para o Coritiba, em Porto Alegre, e foi eliminado do Campeonato Brasileiro Sub-20 (a competição não é organizada pela CBF). O time treinado por Candinho Freitas teve: Giovanni; Rafael Nunes, Gabriel Dias, Felipe e Rodrigo; Alexandre, Marcos Vinicius, Juninho (Tutinha) e Jean (Bruno Smith); Miguel e Caio (Edilson, depois Eliel).
continua após publicidade