Esportes

Guerrero pede Corinthians mais ofensivo na final

Da Redação ·
O atacante Paolo Guerrero afirmou nesta sexta-feira que o Corinthians precisa ser ofensivo na decisão do Mundial de Clubes, neste domingo, contra o Chelsea, em Yokohama. O jogador peruano prometeu que o time não terá uma postura defensiva e espera uma atuação bem melhor do que a da estreia no torneio, quando venceu o Al Ahly, do Egito, por 1 a 0. "Podemos jogar mais à frente. O último jogo tem que esquecer, foi um jogo difícil para nós, tinha muita intensidade. Agora chegou o momento que não podemos pensar em jogar defensivamente, vai ser difícil, mas podemos ganhar", declarou Guerrero, autor do gol que classificou o time para a final do Mundial de Clubes. Assim, Guerrero prometeu que o Corinthians não atuará retraído neste domingo e vai encarar o Chelsea na decisão. "Temos de jogar de igual para igual, nós, como eles, temos muita qualidade e temos de jogar de igual para igual", afirmou. Guerrero chegou a ser dúvida para a disputa do Mundial de Clubes após sofrer uma lesão no joelho direito na última rodada do Campeonato Brasileiro. Ele voltou a ressaltar que a contusão não é mais um problema. "Estou 100%, tive problema, mas agora estou bem", comentou.

O atacante corintiano garantiu que não está obcecado com a possibilidade de fazer o gol de um possível título mundial do Corinthians. "Como centroavante, pivô, penso em marcar, se eu tiver a chance de passar uma bola, vou passar", disse, minimizando a chance se tornar um ídolo do torcedor corintiano. "Isso é a torcida que vai saber, não estou pensando nisso, quero jogar o melhor possível para dar o título mundial", afirmou.

Guerrero também apontou que conquistar o título mundial tem a mesma importância para Chelsea e Corinthians. "Acho que sim, eles dão importância, tem peso, eles vieram para ganhar, nunca foram campeões mundiais, é tão importante para eles quanto para nós", disse.

O jogador peruano avaliou como positiva a possibilidade de duelar com o zagueiro brasileiro David Luiz na decisão deste domingo. "Gostaria que ele me marcasse, e jogasse como zagueiro, mas tem que perguntar para o técnico (Rafa Benítez) se ele vai jogar assim, gosto de enfrentar bons zagueiros", explicou.

continua após publicidade