Esportes

Decisivo, Guerrero diz que temeu ficar fora do Mundial

Da Redação ·
Principal responsável pela classificação do Corinthians para a decisão do Mundial de Clubes, o atacante Paolo Guerrero quase ficou fora do torneio após sofrer uma lesão no joelho direito na última rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, após marcar o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Al Ahly, do Egito, no Toyota Stadium, o jogador peruano revelou que temeu não ter condições de jogar no Japão. "Cheguei ao Corinthians com o objetivo de jogar o Mundial e fiquei com medo de ficar fora, por causa de lesão. Fiquei muito feliz por ter feito o gol", afirmou Guerrero, que foi contratado pelo clube paulista junto ao Hamburgo, da Alemanha, após a conquista do título da Libertadores, e era a única do técnico Tite para o torneio. O atacante peruano foi substituído nos minutos finais do duelo com o Al Ahly, mas garantiu que não foi por causa da lesão no joelho. Guerrero explicou que apenas estava cansado. "Está tudo bem. Só mesmo o cansaço, fiquei com cãibras", comentou, garantindo que não está jogando o Mundial de Clubes machucado. "Não (estou jogando no sacrifício). Graças a Deus depois da infiltração que tive ficou bom o joelho. Hoje senti um pouco de cansaço. Agora é ficar concentrado para o final de domingo", disse. Guerrero, porém, revelou que a noite anterior ao duelo com o Al Ahly não foi tranquila, tanto que ele acordou durante a madrugada. "Não dormi bem, acordo sempre duas três horas da madrugada. O mais importante é jogar o Mundial e estou feliz que a gente está na final", finalizou.
continua após publicidade