Esportes

Multidão corintiana chega em festa para semifinal

Da Redação ·
Foi como se a Fiel estivesse chegando ao Pacaembu. Só que a multidão, seguramente mais de dez mil pessoas, vinha das estações de metrô e trens, próximo ao estádio em Toyota, onde o Corinthians enfrenta o Al Ahly, nesta quarta-feira, pelas semifinais do Mundial de Clubes. Em grupo, caminharam cerca de dois quilômetros até a entrada do estádio. Esse trajeto levou 20 minutos, porque andavam devagar e entoando as músicas que habitualmente cantam no Pacaembu. Torcedores do time que vivem no Japão conversaram com a reportagem e disseram que jamais tinham visto algo parecido no Japão. Pelo menos não num jogo de futebol. Segundo eles, não havia sequer comparação com os últimos clubes brasileiros que disputaram o Mundial de Clubes. Não neva em Toyota mas faz muito frio na cidade, com a temperatura de aproximadamente 7ºC, mas a sensação térmica, com o vento, é menor. E a tendência é que a temperatura diminua durante o jogo. Os torcedores começaram a chegar ao estádio por volta das 15h (horário local, 4h da manhã no Brasil), para o confronto, que será disputado a partir das 19h30 (8h30 da manhã desta quarta-feira no Brasil). A ponte de acesso ao estádio foi parcialmente fechada para os torcedores caminharem da estação de trem e de metrô ao estádio. E veio uma mar de gente. Japoneses que dirigiam seus carros na pista paralela não acreditavam no que viam. E policias precisaram conter os torcedores para que a outra pista não fosse invadida. Uma praça de alimentação foi montada na porta do estádio. E era comida de estádio brasileiro mesmo: cachorro quente, sanduíches e churrasquinho e pastel, ao preço médio de US$ 5. Por causa do frio, muitos torcedores que trocaram a cerveja pelo uísque. Ídolos do Corinthians também estão no Japão, entre eles Marcelinho Carioca, Ríncon e Vampeta.
continua após publicidade