Esportes

Após perder Prass, Vasco tenta segurar Nilton

Da Redação ·
Depois de perder o goleiro titular Fernando Prass para o Palmeiras e com risco de não contar mais com Juninho Pernambucano, o Vasco agora tenta manter em São Januário o volante Nilton, que tem proposta do Oriente Médio. A diretoria tenta quitar os salários atrasados com o jogador, para que o clube pelo menos possa receber uma compensação financeira caso a saída dele se confirme. Na sexta-feira, a diretoria pagou 67% dos salários atrasados de setembro a apenas 13 jogadores, para evitar as rescisões de contrato por três meses de atraso. O clube está com suas receitas bloqueadas pela Justiça devido a mais de R$ 100 milhões de dívidas tributárias acumuladas desde a gestão de Eurico Miranda. Agora, com a ajuda de um grupo de investidores, o Vasco espera quitar novas partes da dívida até o fim do ano. Nesta terça-feira, o clube chegou a um acordo com o ex-atacante Edmundo, que ameaçava entrar na Justiça para receber as últimas parcelas do acordo com o Vasco. Faltam cinco das 60 que foram acordadas, e três delas estão atrasadas. "Chegamos a um acordo em relação ao prazo de pagamento das parcelas atrasadas e das que faltam", disse o vice-presidente jurídico Aníbal Rouxinol.
continua após publicidade