Esportes

Com sequelas de acidente, Stacy Sykora se aposenta

Da Redação ·
Vítima de um acidente em Osasco em maio do ano passado, a líbero norte-americana Stacy Sykora decidiu se aposentar do vôlei. A jogadora, que estava defendendo o Urbino, da Itália, vai voltar a morar nos Estados Unidos para reiniciar a sua vida agora como ex-atleta, aos 35 anos. "Vou recomeçar a cuidar da minha vida. De 'A' a 'Z', vou começar pelo 'A'. Eu não sei o que vou fazer, mas seja o que for, vou tentar fazer o melhor como técnica, ou como advogada... Não sei. Mas quero ser ótima no que eu fizer", disse ela. "Sempre dei 100% de mim. Essa foi minha filosofia de vida." Mas agora Sykora não tinha mais como se doar 100% ao vôlei. No acidente sofrido quando o ônibus do Vôlei Futuro, que chegava a Osasco para disputar a semifinal da Superliga contra o time da casa, capotou na Rodovia Castello Branco, ela perdeu parte da visão e nunca mais voltou a jogar como antes. Na ocasião, sofreu um traumatismo crânioencefálico e uma hemorragia intracraniana, passando mais de um mês internada. "Hoje a minha vista não me permite mais ver melhor e dar o meu máximo. Não posso jogar vôlei se não vejo bem. Não é uma decisão que eu escolhi, mas eu sou obrigada", disse ela ao site italiano volleyball.it. "É a vida. Aquele acidente mudou minha vida. Jogava no meu melhor nível. Depois... Aconteceu! Não sou triste pelo que aconteceu. Não foi minha escolha, mas aprendi que agora devo viver melhor, porque não sei mais quando isso pode acabar. Ia jogar uma final de campeonato e quase morri", relembra. A jogadora, que recentemente se assumiu homossexual, não quer que sua carreira fique marcada por essa revelação, mas sim pelas suas conquistas. "Aqui na Itália recebi muitas palavras de agradecimento pela minha declaração, mas quero que as pessoas se lembrem de mim pelo prêmio individual do Mundial de 2010, pelo meu jogo de alto nível", pediu a jogadora, medalhista de prata nos Jogos de Pequim/2008 e no Mundial de 2002 com os EUA.
continua após publicidade