Esportes

Sanfrecce quer 5.º lugar do Mundial para 'honrar' Japão

Da Redação ·
Derrotado por 2 a 1 pelo Al Ahly no último domingo, o Sanfrecce Hiroshima voltará a campo nesta quarta-feira, às 5h30 (horário de Brasília), em Toyota, para enfrentar o Ulsan Hyundai, no jogo que valerá o quinto lugar do Mundial de Clubes da Fifa. Embora o time ainda lamente o revés diante do time que será o rival do Corinthians na semifinal da competição, os jogadores da equipe japonesa querem encerrar esta edição do torneio de forma digna diante dos seus torcedores. Um dos destaques da equipe japonesa, o atacante croata Mihael Mikic destacou a importância de terminar o torneio com vitória. "Trabalhamos duro para realizar o sonho de chegar à semifinal, mas a vida continua. Agora temos de pensar em vencer o próximo jogo, deixando a bandeira do futebol japonês lá no alto e, daí sim, entrar em férias", afirmou o jogador, em entrevista ao site oficial da Fifa, publicada nesta terça-feira. Mikic, porém, não esconde o abatimento pelo fato de o Sanfrecce ter jogado de igual para igual com Al Ahly, atual campeão africano, e perdido boas oportunidades de marcar gols, fato que contribuiu muito para a derrota. "A atmosfera no vestiário é de decepção, mas também de orgulho. Jogamos melhor e criamos muitas chances, só nos faltou acertar o passe final. Especialmente eu, que deveria ter jogado melhor", lamentou. O croata ainda lembrou que o confronto diante do Ulsan, batido por 3 a 1 pelo Monterrey nas quartas de final, também deverá ser muito duro, até pelo fato de que envolverá o embate entre duas nações historicamente rivais. "Vamos enfrentar uma equipe coreana, e todos já conhecem a rivalidade que existe com o futebol japonês, o que torna a partida ainda mais importante. Para nós não é a mesma coisa acabar em quinto ou sexto, e por isso estamos muito motivados. Queremos mostrar ao mundo que temos um futebol melhor do que o deles. Vai ser um jogo difícil, porque eles jogam duro e um pouco sujo", opinou o ex-jogador de Dínamo de Zagreb e Kaiserslautern, entre outros times, que antes de virar atacante atuava como lateral.
continua após publicidade