Esportes

Grêmio quer faturar R$ 110 milhões em 2013 com Arena

Da Redação ·
Com grande festa, o Grêmio inaugurou na noite deste sábado uma das maiores arenas multiuso da América Latina. A Arena do Grêmio, com capacidade para 60.170 pessoas, recebeu investimento 100% privado da ordem de R$ 540 milhões e espera faturar mais de R$ 110 milhões já no próximo ano. "Esta concepção de estádio traz uma nova realidade para o clube. Beneficia tanto o torcedor, que terá mais conforto ao frequentar os jogos, quanto o futebol, que vai passar a ter uma receita extra para contribuir com reforços dos melhores profissionais para o Grêmio", disse, em nota distribuída à imprensa, o presidente do time gaúcho, Paulo Odone, que firmou parceria com a OAS para erguer o estádio. O acordo prevê divisão de receitas - 35% para a empreiteira e 65% para o Grêmio por 20 anos. A Arena do Grêmio foi construída para abrigar, além de um complexo esportivo, uma estrutura completa de área comercial, de convívio e espaço para eventos de diversos portes. "O conceito da Arena é abrangente, vai muito além de ser apenas um estádio de futebol", afirmou, também em nota, Eduardo Pinto, presidente da Arena Porto-Alegrense, empresa criada pela OAS Arenas para gerir o novo empreendimento. "Teremos atividades e eventos todos os dias, sem nos fixarmos somente em datas de jogos." Erguida em 27 meses, a Arena do Grêmio impressiona não apenas pela beleza e imponência, mas por seus números. São mais de 109 mil metros quadrados de área construída, 56 metros de altura, 5.400 vagas de estacionamento, 408 refletores, 18 elevadores, 135 camarotes, 58 bares e dois restaurantes panorâmicos. "Teremos uma mudança significativa do padrão da experiência que o espectador terá dentro do estádio", disse em nota Carlos Eduardo Paes Barreto, superintendente da OAS Arenas. "Todos os projetos foram concebidos para uma nova experiência de conforto, segurança e entretenimento."
continua após publicidade