Esportes

René Simões diz que Dedé que ficar no Vasco até 2014

Da Redação ·
O novo diretor executivo do Vasco, René Simões, minimizou nesta quinta-feira minimizou a proposta do futebol europeu por Dedé. Após ter se mostrado surpreendido no dia anterior com o valor oferecido para uma possível transferência do zagueiro, ele afirmou que a quantia é menor que outras anteriores. "Dedé quer ficar até 2014. Não é nada de extravagante, nada que mexesse com as estruturas do Vasco", disse o dirigente, em entrevista à Rádio Brasil. Também nesta quinta-feira, Luiz Gomes pediu demissão e deixou de ser o diretor geral do Vasco, cargo que ocupou nos últimos dois anos. O presidente Roberto Dinamite já informou o substituto: Cristiano Koehler, que ainda tem contrato com o Grêmio e só deve começar a trabalhar no Rio depois da inauguração do novo estádio gremista. Cristiano Koehler já trabalhou em São Januário em 2011, na reestruturação financeira do clube e no projeto de reforma do estádio. Agora, volta ao Vasco com uma nova missão. No pedido de demissão, Luiz Gomes se colocou à disposição para cumprir o contrato até o fim - 31 de dezembro - e ajudar na transição. Ele havia assumido a coordenação do projeto de reforma de São Januário depois da saída de Nelson Rocha, ex-vice-presidente de finanças. O vice-presidente de futebol, José Hamilton Mandarino, também deixou o clube este ano: pediu afastamento em setembro.
continua após publicidade