Esportes

Luciano Burti espera equilíbrio e temporada competitiva

Da Redação ·
 Luciano Burti espera equilíbrio e temporada competitiva
fonte: Divulgação
Luciano Burti espera equilíbrio e temporada competitiva

Passaram-se mais de três meses desde a última corrida da temporada 2009 da Stock Car, e a ansiedade dos pilotos fica mais evidente às vésperas da etapa de abertura da Copa Caixa Stock Car 2010, que acontece neste final de semana no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Principalmente por causa das inovações que a categoria adotou para este ano, como os novos, mais leves, modernos e potentes motores, a introdução da injeção eletrônica de combustível, a adoção do etanol e os novos compostos de pneus mais rápidos e resistentes.

continua após publicidade

Para Luciano Burti, as novidades vão além disso. O piloto estréia na equipe Itaipava Racing Team, comandada por Maurício Ferreira. "A adaptação ao novo ambiente tem sido muito boa, e me dei muito bem, até pessoalmente, com o Maurício, e isso ajuda bastante no trabalho dentro da pista, na relação profissional. Ainda trabalhamos pouco, mas até agora eu gostei bastante", observou Burti, que venceu a etapa de Tarumã, no ano passado, e disputou os playoffs da categoria.

continua após publicidade

Os testes realizados no início do mês para adaptação dos pilotos e equipes às novas configurações dos carros, ainda foram inconclusivos, na opinião de Luciano. No entanto, a Vicar - empresa que organiza a Copa Caixa Stock Car - colocou um dia extra de ensaios para esta quinta-feira, antes do início da programação de treinos oficiais. "Como andamos pouco nos testes, precisamos de quilometragem, principalmente em função do novo motor, porque ele não dá diferença apenas de reta, mas muda tudo: equilíbrio do carro, tração, saída de curva, etc.. Temos 90% de certeza de que os problemas que surgiram para todos durante estes treinos foram solucionados, mas teremos a comprovação na quinta-feira", disse Burti.

Segundo ele, já no primeiro teste realizado, os tempos de volta em Interlagos melhoraram dois segundos em comparação com o modelo de motor anterior. "Ainda tem mais um segundo para tirarmos, mas isso vem com mais trabalho no carro, já que teremos mais uma chance de nos adaptar ao carro com novo motor, novos pneus... Uma diferença grande em relação ao que tínhamos no ano passado e que exige outros ajustes", comentou.