Esportes

Brasil festeja liderança no futsal e evita eleger rival

Da Redação ·
A seleção brasileira cumpriu bem o seu papel de favorita na primeira fase do Mundial de Futsal. Após golear o Japão (4 a 1) e a Líbia (13 a 0), fechou a sua participação no Grupo C com uma vitória por 3 a 1 sobre Portugal, nesta quarta-feira, em Nakhon Ratchasima, na Tailândia. Após o duelo, os brasileiros exaltaram a importância de avançar às oitavas de final como líderes da chave, mas evitaram eleger um possível adversário em seu primeiro mata-mata da competição. "O primeiro lugar é importantíssimo porque permanecemos nesta cidade e manter a hegemonia do Brasil em uma Copa do Mundo é importante, a nossa moral se eleva. Conquistamos parte do objetivo, mas agora é preciso descansar e focar nossas atenções no mata-mata", afirmou Simi, autor do primeiro gol brasileiro diante dos portugueses, em entrevista ao SporTV. "Sabíamos que Portugal era um adversário duríssimo. Nossa equipe soube controlar bem o adversário e, no geral, foi um bom jogo e nossa equipe está de parabéns pelo que fez até agora", completou o jogador que defende o Corinthians. O técnico Marcos Sorato, por sua vez, enfatizou que o mais importante é descansar e focar as oitavas de final, independentemente do rival que o Brasil terá pela frente. "A partir dessa fase não tem muito mais o que escolher. Temos que mentalizar, pois se perder vai para casa", alertou, antes de admitir que projeta um possível duelo contra Paraguai ou Colômbia nas oitavas de final - um destes países poderá ser um dos quatro melhores terceiros colocados da primeira fase que os brasileiros irão enfrentar. Já Fernandinho, autor do segundo gol brasileiro, foi outro que festejou a liderança assegurada pela equipe nacional. "Nessa chave muito difícil, nós conseguimos terminar em primeiro lugar e isso é muito importante. Agora, qualquer adversário que vir será um grande rival", opinou.
continua após publicidade