Esportes

Corredores ignoram cancelamento de maratona

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 4 de novembro (Folhapress) - O anúncio oficial, feito anteontem, de que a maratona de Nova York foi cancelada não impediu milhares de pessoas de se reunirem hoje no Central Park para percorrer o trajeto da prova.

Alguns correram no sentido horário, outros tentavam cumprir o percurso no sentido anti-horário. Muitos vestiam as camisetas distribuídas nos kits oferecidos aos corredores.

Moradores de áreas atingidas pela tempestade Sandy abordavam os atletas, pedindo lanternas, pilhas ou roupas. Muitos deles foram atendidos.

"Quando soube que a maratona havia sido cancelada, quase chorei, afinal, treinei dois anos para isso", explicou a corredora Hana Abdo. "Mas o que são dois anos se comparados a toda uma vida de uma pessoa?", perguntou, de forma retórica, ao se referir aos danos e mortes causados por Sandy.

A decisão de não realizar a competição foi anunciada no fim da tarde de sexta-feira, menos de 48 horas antes da largada. Eram esperados cerca de 50 mil corredores.

A maratona de Nova York é disputada anualmente desde 1970. Foi mantida mesmo em 2001, dois meses após o atentado terrorista de 11 de setembro.
 

continua após publicidade