Esportes

Ponte Preta pega Grêmio e quer fim de jejum de 26 anos

Da Redação ·
A Ponte Preta vem embalada com duas vitórias seguidas e precisa de mais um resultado positivo para acabar com qualquer chance de ser rebaixada. A expectativa é que isso aconteça já neste sábado, quando o time encara o Grêmio, às 19h30, no estádio Olímpico, em Porto Alegre, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os campineiros, porém, precisam acabar com um jejum de 26 anos sem vencer o adversário fora de casa. A última vez que isso aconteceu foi em 1986, quando a Ponte Preta bateu o Grêmio por 2 a 0, com gols de Wladimir e Chicão. Depois, os dois times ainda se enfrentaram mais cinco vezes no estádio Olímpico, sendo três vitórias dos gaúchos e dois empates. Mesmo assim, o técnico Guto Ferreira está confiante em conquistar um bom resultado no Sul. "Eles fizeram promoção de ingressos, devem bater 40 mil de público. A torcida não entra em campo, a pressão é auditiva. Então se jogarmos equilibrados mentalmente, é possível fazermos um bom jogo e pontuar lá. Estamos evoluindo. Temos repetido movimentações mecânicas e quando isso se repete vai aumentando a dinâmica de jogo", destacou o treinador. Contra o Grêmio, Guto Ferreira terá três desfalques em relação ao time que venceu o Cruzeiro, na quinta-feira da semana passada. O goleiro Edson Bastos e os laterais Cicinho e Uendel receberam o terceiro cartão amarelo. Por outro lado, os volantes Baraka e Renê Júnior retornam para o banco de reservas. Roberto entra no gol, enquanto que Xaves vai para o banco de reservas para a entrada da dupla de volantes. E João Paulo fica na lateral esquerda. Após duas derrotas seguidas, para Fluminense e Sport, a Ponte Preta viu a zona de rebaixamento se aproximar, mas as vitórias diante de Santos e Cruzeiro, ambas por 1 a 0 e dentro de casa, levaram o time para a 10.ª colocação, com 43 pontos.
continua após publicidade