Esportes

São Paulo cobra R$16 milhões da CBF por convocações

Da Redação ·
O São Paulo espera o aval da CBF para agendar uma reunião e cobrar uma dívida que totaliza R$16 milhões referentes às convocações de seus atletas desde 1997. O valor foi calculado pelo clube e diz respeito a salários e direitos de imagem dos jogadores durante o período em que defenderam a seleção. Quem está à frente da empreitada é o diretor financeiro, Osvaldo Vieira de Abreu. Ele já entrou em contato com a entidade e encaminhou dados preliminares em uma planilha para se estudada pelo departamento financeiro da confederação. O cálculo apresentado soma R$ 7 milhões em salários, R$2,2 milhões em direitos de imagem e a correção feita pelo IGPM (Índice Geral de Preços do Mercado). "Estamos agendando essa reunião com a CBF no Rio de Janeiro para negociarmos. Eles já têm esse cálculo em mãos, vamos aguardar a data para discutirmos como será feito", explicou Vieira de Abreu. Não é a primeira vez que o clube tenta abocanhar o valor, mas antes a péssima relação com o ex-presidente Ricardo Teixeira impedia qualquer tipo de conversa amistosa. A expectativa é que o ótimo relacionamento de Juvenal Juvêncio com o atual mandatário José Maria Marin facilite os trâmites. "Antes era muito difícil por razões óbvias, mas quem sabe agora tenhamos êxito", torceu o diretor. INGRESSOS - O São Paulo já vendeu 24 mil ingressos para a partida contra o Fluminense, no domingo. A expectativa é de que pelo menos 40 mil torcedores estejam presentes na partida contra o líder. O São Paulo precisa de mais nove pontos para assegurar uma vaga no G4.
continua após publicidade