Esportes

Exame não aponta lesão grave, e Falcão continua na competição

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 2 de novembro (Folhapress) - O ala Falcão, que se contundiu no jogo de estreia da seleção brasileira no Mundial de futsal, ontem, vai continuar no torneio, apesar do susto na partida contra o Japão. Exames feitos hoje não apontaram uma lesão grave. Segundo o médico da seleção, Aloir Neri, a lesão aconteceu na panturrilha e o jogador deve se recuperar num prazo de 10 a 15 dias. Com isso, o jogador só poderá voltar a atuar nos jogos decisivos do torneio. "A lesão foi grau dois. Nós temos a grande esperança de que poderemos contar com ele nos jogos da semifinal e final. Portanto, vamos tratá-lo intensivamente para recuperá-lo para os jogos finais", afirmou Aloir em entrevista publicada pelo site oficial de Falcão. Ontem, depois da partida contra o Japão, Falcão se mostrou muito preocupado com a lesão e disse que poderia ser o fim para ele no Mundial. Hoje, por meio de um vídeo, o atleta se mostrou aliviado. "O meu sorriso está de volta. Acabei de fazer os exames e deu o mínimo possível do que poderia ser. Acredito que numa possível semifinal eu esteja de volta", disse Falcão.  

continua após publicidade