Esportes

Com três de Lucas, São Paulo goleia e ajuda Palmeiras

Da Redação ·
O São Paulo recebeu ajudas providenciais para ampliar sua folga no G4 do Campeonato Brasileiro. Do Corinthians, que venceu o Vasco, do Sport, que marcou um gol contra e entregou outro, e de Lucas, que balançou as redes três vezes na vitória sobre o Sport, por 4 a 2, na Ilha do Retiro, pela 33.ª rodada da competição. Só o Palmeiras não fez a parte dele, perdeu do Inter, mas aí foi o São Paulo que ajudou. Isso porque o Sport segue com 33 pontos, apenas com um a mais do que o time de Palestra Itália. Ambos estão na zona de rebaixamento. O Bahia empatou com o Grêmio em 1 a 1 e foi a 37, abrindo quatro do grupo dos rebaixáveis. O resultado de Salvador foi bom para o São Paulo, que agora tem 58 pontos, dois a menos que o Grêmio. E depende só de si para tomar o lugar do rival gaúcho. Domingo que vem, recebe o Fluminense no Morumbi. Depois, vai a Porto Alegre para o duelo direto contra os gremistas no Olímpico. O São Paulo olha para frente, buscando o terceiro lugar, ao mesmo tempo em que se firma na quarta posição. Como o Vasco perdeu, estacionou nos 50 pontos. O novo quinto colocado é o Inter, com 51, sete a menos que o time de Ney Franco. O Botafogo, com 50 pontos, também sonha. O JOGO - Sem Jadson, suspenso, o São Paulo também perdeu Osvaldo, que sentiu lesão e acabou ficando de fora do time. Entraram Douglas e Maicon, deixando o time diferente, principalmente por o lateral participava muito pouco do jogo. Lucas e Luis Fabiano jogavam sozinhos no ataque. Com o São Paulo desentrosado, o Sport começou melhor e controlava mais a posse de bola. Ainda assim, a primeira boa chance foi tricolor, com Maicon arriscando de longe e Saulo fazendo ótima defesa. Só que foi o Sport quem abriu o placar. Bruno Aguiar cobrou falta e Rogério mandou para escanteio. Na cobrança, Cicinho colocou a bola na cabeça de Gilberto, que apareceu no primeiro pau para cabecear sem chances para o goleiro. Praticamente no lance seguinte, o time da casa quase fez o segundo, mas Rogério salvou o chute de Gilberto com os pés. Depois disso, o Sport resolveu ajudar. Aos 17, Lucas arriscou de longe, Saulo pulou para não chegar e aceitou. Pior seria no segundo gol. Luis Fabiano cruzou, o goleiro pulou, agarrou a bola, mas deixou ela cair na frente de Lucas, que só teve que empurrar para o gol vazio. Aos 33, Cortez ia tentar o chute na entrada da área, mas Rivaldo apareceu para desarmá-lo e acabou fazendo um golaço, encobrindo Saulo. O placar e a situação em que ele foi construído já matavam o jogo por aí. Mesmo assim o São Paulo continuou pressionando, Ademilson entrou no lugar do machucado Maicon, e o time tricolor fez o quarto. Novamente com Lucas, que recebeu de Luis Fabiano e tocou na saída de Saulo. Foi o terceiro gol do atacante, que nunca havia marcado mais de uma vez num só jogo com a camisa do São Paulo. Quando a partida já estava morna na Ilha do Retiro, o Sport descontou. Gilberto ia chutar na entrada da área quando recebeu a trava de Rhodolfo e Paulo Miranda. O primeiro foi preciso, tirando a bola. O segundo foi estabanado e derrubou o atacante. Hugo cobrou o pênalti com classe e fez o segundo dos donos da casa. FICHA TÉCNICA: SPORT 2 X 4 SÃO PAULO SPORT - Saulo; Cicinho, Alison, Bruno Aguiar e Renê; Tobi, Rivaldo (Marquinhos Gabriel), Rithely (Moacir) e Hugo, Felipe Azevedo e Gilberto (Sandrinho). Técnico - Sérgio Guedes. SÃO PAULO - Rogério Ceni; Paulo Miranda (Cícero), Rafael Tolói, Rhodolfo e Cortez; Denilson (Casemiro), Wellington, Maicon (Ademilson) e Douglas. Lucas e Luis Fabiano. Técnico - Ney Franco. GOLS - Gilberto, aos 14, Lucas, aos 17 e aos 29, e Rivaldo (contra), aos 33 minutos do primeiro tempo. Lucas, aos 13, e Hugo (de pênalti), aos 34 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jailson Macedo Freitas (BA).

CARTÕES AMARELOS - Renê, Tobi, Rithely, Cortez e Denilson.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Ilha do Retiro, em Recife (PE).

continua após publicidade