Esportes

Árbitro se nega a falar sobre gol anulado

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 27 de outubro (Folhapress) - O árbitro Francisco Carlos Nascimento não quis falar sobra a polêmica atuação na vitória do Inter sobre o Palmeiras hoje, em Porto Alegre.

Em entrevista à Band, Nascimento não quis falar sobre como tomou a decisão de anular um gol de mão -já validado- do atacante palmeirense Barcos.

"Não posso falar a respeito desse jogo. Mas o lance foi irregular. Em recomendação da Comissão Nacional de Arbitragem, eu não vou falar sobre esse jogo", disse.

Na cobrança de escanteio de Marcos Assunção, aos 17min do segundo tempo, quando o placar já estava em 2 a 1 para o Inter, Maurício Ramos e Barcos subiram para cabecear, e o atacante desviou a bola com a mão. O juiz e o bandeira correram para o meio-campo, indicando que o gol havia sido validado.

Depois de muita reclamação dos jogadores colorados e de uma conversa pelo rádio com o quarto árbitro, Jean Pierre Gonçalves -que estava do outro lado do gramado-, Nascimento anulou o gol. "Existe um trabalho em equipe", afirmou o árbitro após o jogo.
 

continua após publicidade