Esportes

Inter vence de virada e complica vida do Palmeiras

Da Redação ·
O Internacional deu neste sábado mais um passo para se aproximar da briga por uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem. Jogando em casa, virou sobre o Palmeiras por 2 a 1, chegou à sua segunda vitória seguida e passou o Vasco na classificação do Campeonato Brasileiro. Já o time paulista se complica na luta contra a Série B. Agora o time colorado seca o São Paulo, que pega o Sport ainda neste sábado, também pela 33.ª rodada. Em caso de derrota tricolor, o Inter fica a quatro pontos do G4. Os gaúchos têm 51 pontos e deixaram para trás o Vasco, que perdeu para o Corinthians em São Paulo e estacionou nos 40 pontos. O Palmeiras, por sua vez, torce para seu rival vencer na Ilha do Retiro. A equipe alviverde tem 32 pontos e o Sport um a mais. Se os pernambucanos vencerem, ampliam a folga. Torcida também contra o Bahia, que pega o Grêmio em Salvador e, em caso de triunfo, abre sete pontos com relação ao Palmeiras, o 18.º colocado. A partida no Beira-Rio foi marcada por um lance polêmico no meio do segundo tempo. O árbitro Fifa Francisco Carlos Nascimento validou um gol feito com a mão por Barcos. Depois de muita confusão, foi convencido do contrário e voltou atrás, anulando o gol que seria o de empate do Palmeiras. O JOGO - Os dois times entraram em campo precisando da vitória, cada um para se aproximar do seu objetivo. O Internacional tinha problemas no ataque, sem poder contar com Dagoberto e Leandro Damião, Rafael Moura foi o parceiro de ataque de Forlán. Pelo lado alviverde, Gilson Kleina apostava nos garotos, como João Denoni e Patrick Vieira. A partida foi estudada nos seus 10 primeiros minutos. O Internacional tinha nos estrangeiros - Forlán, D'Alessandro e Guiñazu - seus maiores perigos, mas foi o Palmeiras que assustou primeiro. Aos 12, Patrick Vieira recebeu de Luan, ficou na cara de Muriel, mas chutou em cima do goleiro, desperdiçando ótima chance. Muriel voltaria a trabalhar em falta batida direta por Marcos Assunção, pegando no canto direito. Na terceira chance alviverde, não teve o que o goleiro fazer. Após cobrança de escanteio, aos 21, Henrique desviou no primeiro pau e Luan cabeceou sem chance de defesa. Imediatamente o Inter respondeu, com Rafael Moura chutando de longe. Bruno pegou. Mas era o time visitante o mais perigoso. Patrick Vieira, mais criativo palmeirense, fez jogada pela ponta direita e cruzou rasteiro. Barcos tentou na segunda trave e Muriel salvou. Depois dos 30, o time da casa cresceu. Quase fez com D'Alessandro que exigiu boa defesa de Bruno em batida de falta. O empate veio aos 33. Guiñazu cruzou, Forlán tentou de cabeça, só conseguiu resvalar, mas foi o suficiente para a bola cair no pé de Fred, livre na área, fazer o gol colorado. O jogo, que já era bom, melhorou no segundo tempo. O Inter voltou mais determinado. Aos 2 minutos, Forlán recebeu sozinho na área, e deu de canela, desperdiçando lindo toque de Kleber. A equipe já merecia o gol quando Rafael Moura virou o jogo. D'Alessandro cruzou e o centroavante estava livre para cabecear. Durante o lance, Forlán fez falta em Artur, que o árbitro não marcou. Com o Inter à frente no placar, foi a vez de o Palmeiras buscar ser mais ofensivo. Aos 16, o lance que marcou o jogo. Marcos Assunção cobrou escanteio na área e Maurício Ramos saiu comemorando o cabeceio que mandou a bola para dentro do gol. Mas os jogadores do Inter imediatamente foram para cima do árbitro Francisco Carlos Nascimento, reclamando de toque de mão de Barcos. O auxiliar correu para o meio do campo, indicando gol, e o auxiliar da linha de fundo também nada viu, enquanto as imagens da TV eram claras: o gol foi ilegal. Só com a intervenção do quarto árbitro é que o juiz decidiu anular o gol. Barcos não foi punido pelo lance. A confusão deixou o jogo mais nervoso. O Palmeiras se abriu e o Inter tentava acertar um contra-ataque para matar a partida, mas errava o último passe. Os visitantes careciam de criatividade. A bola parada de Marcos Assunção não salvou. João Denoni foi o mais perigoso, num chute de longe que Muriel pegou. FICHA TÉCNICA: INTERNACIONAL 2 X 1 PALMEIRAS INTERNACIONAL - Muriel; Nei (Elton), Rodrigo Moledo, Índio e Kleber (Fabrício); Guiñazu, Josimar, Fred (Cassiano) e D'Alessandro; Forlán e Rafael Moura. Técnico - Fernandão. PALMEIRAS - Bruno; Artur, Maurício Ramos, Henrique e Leandro (Juninho); João Denoni, Marcos Assunção, Wesley (Maikon Leite) e Patrick Vieira. Luan (Obina) e Barcos. Técnico - Gilson Kleina. GOLS - Luan, aos 21, e Fred, aos 33 minutos do primeiro tempo. Rafael Moura, aos 9 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Francisco Carlos Nascimento (Fifa-AL).

CARTÕES AMARELOS - Josimar, Fred, Muriel, Forlán, D'Alessandro, Henrique Maurício Ramos.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre.

continua após publicidade